Cruzeiro

COPA LIBERTADORES

Boca Juniors volta a derrotar Libertad e será o rival do Cruzeiro na Libertadores

No placar agregado, Boca aplicou 6 a 2 nos paraguaios

postado em 30/08/2018 21:24 / atualizado em 30/08/2018 22:57

AFP / NORBERTO DUARTE
O Boca Juniors confirmou o seu favoritismo, derrotou novamente o Libertad por 4 a 2, nesta quinta-feira, em Assunção, e confirmou sua classificação às quartas de final da Copa Libertadores. No duelo de ida, já havia vencido os paraguaios por 2 a 0, em Buenos Aires. Com isso, os argentinos serão os adversários do Cruzeiro na próxima etapa. A princípio, os jogos estão marcados para 19 de setembro, na Bombonera, e 3 de outubro, no Mineirão.

O Cruzeiro tem vantagem de decidir em casa por ter feito melhor campanha na fase de grupos. O time mineiro liderou o Grupo 5, enquanto o Boca foi o segundo colocado da chave 8.

Nesta quinta-feira, o Libertad saiu na frente com gol do artilheiro Óscar Cardozo, aos 11 minutos. O Boca reagiu e conseguiu a virada com gols de Pavón, aos 18, e Zárate, aos 22. Ainda no primeiro tempo, Cardozo deixou tudo igual ao marcar em cobrança de pênalti, aos 38: 2 a 2.

Na etapa final, o Boca mandou em campo e voltou à frente com um gol do astro Carlitos Tévez, aos 29. O ídolo xeneize atualmente é reserva da equipe dirigida por Guillermo Schelotto e começou a partida no banco.

AFP / NORBERTO DUARTE

Aos 35, o Boca Juniors teve um pênalti a seu favor. O colombiano Cardona cobrou de cavadinha e fechou a vitória por 4 a 2 no Defensores del Chaco.

Duelos com o Cruzeiro

Este será o quarto encontro entre Cruzeiro e Boca Juniors na história da Copa Libertadores.

Em 1977, brasileiros e argentinos decidiram o título. O Boca saiu campeão nos pênaltis. No primeiro duelo, em Buenos Aires, houve vitória xeneize por 1 a 0. Os celestes devolveram o placar de 1 a 0 em Belo Horizonte (foto abaixo). Na terceira partida, em Montevidéu, no Uruguai (campo neutro), o empate por 0 a 0 levou a decisão para as penalidades. Nas cobranças, o Cruzeiro foi batido por 5 a 4.

Arquivo EM/D.A Press


Veja o gol de falta de Nelinho sobre o Boca, no Mineirão, pela decisão de 1977:



Em 1994, Cruzeiro e Boca se cruzaram na fase de grupos. Os mineiros venceram por 2 a 1 na Bombonera e também no Mineirão, e avançaram na segunda colocação da chave. Os argentinos foram eliminados com a condição de lanternas. 

O terceiro duelo entre Cruzeiro e Boca foi em 2008, pelas oitavas de final. Com vitórias por 2 a 1 na Bombonera e no Mineirão, os argentinos avançaram e só seriam eliminados nas semifinais, pelo Fluminense.

Os números mostram equilíbrio entre os clubes na Libertadores: três vitórias e sete gols marcados para cada clube. Houve um único empate.

Veja o que Barcos, do Cruzeiro, falou sobre o Boca Juniors:



Veja como foi a partida no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção:



Tags: libertad boca cruzeiro cruzeiroec libertadores2018 copadobrasil seriea