Cruzeiro

CRUZEIRO

Mano mostra resignação após nova derrota do Cruzeiro: 'A gente não tem muita explicação para dar'

Time celeste chegou ao nono compromisso sem vitória na temporada

postado em 12/06/2019 23:37 / atualizado em 13/06/2019 00:29

<i>(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)</i>
Diferentemente de outras entrevistas concedidas após derrotas do Cruzeiro, nesta quarta-feira o técnico Mano Menezes mostrou resignação. Ele afirmou, na primeira resposta depois do revés por 2   a 1 sofrido para o Fortaleza, no Castelão, que não tem 'muita explicação' para dar. O time celeste deixou o campo pela nona vez sem um resultado positivo e poderá terminar a primeira etapa do Brasileiro, antes da Copa América, na zona de rebaixamento.

“A gente não tem muita explicação para dar. Tem que assumir os fatos como eles são. Mais uma vez jogamos um tempo só. Primeiro tempo muito ruim, muito ruim, erramos praticamente tudo. Tomamos um gol com muita facilidade de novo. Quando poderíamos encerrar para organizar, tomamos mais um gol no último minuto e não poderíamos nem reclamar, porque o Fortaleza foi melhor e merecia vencer naquele momento. A dificuldade é sempre correr atrás. Tivemos boas chances para empatar, mas é mais difícil de a bola entrar”, lamentou.

“Tivemos uma caída brusca acentuada e tem sido difícil a retomada. Melhoramos em três, quatro jogos. Hoje, naturalmente, seria difícil, porque é difícil jogar aqui contra o Fortaleza, mas tornamos as coisas mais difíceis. Vamos encerrando a primeira etapa do Brasileiro com muita dificuldade. Temos que trabalhar na parada, pensar muito naquilo que temos que fazer, reformular algumas coisas. Porque uma fase como essa não é mais uma fase, são coisas marcantes que temos que pensar lá para frente”, complementou o treinador. 

Ainda durante a entrevista coletiva, Mano Menezes evitou colocar culpa em um só jogador. Nesta quarta-feira, ele não teve Egídio, Edilson, Rodriguinho, Lucas Silva e Fred, todos entregues ao departamento médico do Cruzeiro. Além disso, Orejuela ainda se recupera de cirurgia no joelho esquerdo.

“Eu penso que quando a gente perde, sempre é possível escolher outros. Já iniciamos com A, B ou C e as dificuldades seguiram. O problema não é A, B ou C. Eu não vejo que é esse problema. Com 10 contra 11, foi o Cruzeiro que pressionou. Já temos dificuldades bastante, não precisamos inventar outras”, analisou Mano Menezes.

Com o resultado, o Cruzeiro poderá terminar a 9ª rodada do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. Para isso, basta um empate entre Fluminense e Chapecoense nesta quinta-feira. Se houver um vencedor entre cariocas e catarinenses, a Raposa precisará torcer contra o Vasco, que mede forças com o Ceará, também nesta quinta, em São Januário. Atualmente, o time celeste é o 15º lugar, com oito pontos em nove partidas. 

Depois do duelo no Ceará, o Cruzeiro só voltará a entrar em campo em julho. As competições serão paralisadas até 7 de julho para a disputa da Copa América no Brasil. Na semana do dia 10/07, o time celeste tem o primeiro compromisso das quartas de final da Copa do Brasil, diante do Atlético, no Mineirão. A próxima partida pelo Brasileirão está marcada para 14/07, contra o Botafogo, também no Gigante da Pampulha.

Tags: cruzeiro interiormg seriea futnacional