Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro e Mano Menezes afastam rumores sobre possível rompimento de contrato

Clube e treinador garantiram que não houve reunião para tratar sobre saída

postado em 14/06/2019 16:30 / atualizado em 14/06/2019 17:10

<i>(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)</i>
O Cruzeiro e o técnico Mano Menezes afastaram rumores sobre possível rompimento de contrato devido à sequência de maus resultados em 2019. O Superesportes ouviu as versões da diretoria do clube e da assessoria particular do treinador tanto na quinta-feira quanto nesta sexta.

A direção do Cruzeiro se manifestou por meio do departamento de comunicação. O posicionamento é de que “Mano Menezes segue nos planos do clube para a sequência da temporada”.

Já a assessoria de Mano, que inicialmente não se posicionaria, afirmou nesta sexta-feira que não houve nenhuma reunião para tratar sobre o futuro dele no clube. O treinador está em viagem desde o primeiro dia de recesso, após a derrota para o Fortaleza por 2 a 1, na última quarta-feira, no Castelão, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

A especulação sobre a saída de Mano se deve à série de maus resultados do Cruzeiro. São nove partidas sem vitória: uma na Copa Libertadores, duas na Copa do Brasil e seis no Brasileiro.

Na Copa do Brasil, o time empatou os dois jogos das oitavas de final contra o Fluminense: 1 a 1, no Maracanã, e 2 a 2, no Mineirão. Nos pênaltis, a Raposa venceu por 3 a 1 e se classificou às quartas de final. O adversário nesta fase será o Atlético.

Na Libertadores, o Cruzeiro venceu as cinco primeiras partidas, sem sofrer nenhum gol, e teve a chance de emplacar a melhor campanha da história da fase de grupos. Na última rodada, porém, a equipe acabou superada pelo Emelec, por 2 a 1, no Mineirão.

A insatisfação dos torcedores é com o rendimento no Campeonato Brasileiro, competição na qual o Cruzeiro está em 18º lugar, com apenas oito pontos em nove rodadas (29,6% de aproveitamento). São duas vitórias, dois empates e cinco derrotas, com nove gols marcados e 16 sofridos.

Além dos resultados adversos em campo, a crise administrativa e financeira pela qual passa o Cruzeiro seria um possível motivo para tentar trocar o treinador. Afinal, Mano Menezes tem um dos maiores salários do departamento de futebol, e uma saída em comum acordo “aliviaria” as contas do clube. O pagamento da folha de maio (vencimento em 7 de junho) ainda não foi integralmente acertado.

Conforme a programação estabelecida pelo próprio Mano Menezes, o elenco do Cruzeiro se reapresentará na Toca da Raposa 2 no dia 24. O clube deve agendar durante a “intertemporada” dois amistosos, de modo que os atletas recuperem rapidamente o ritmo de jogo.

Depois do encerramento da Copa América, em 7 de julho, o Cruzeiro se preparará para enfrentar o Atlético, no Mineirão, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A Confederação Brasileira de Futebol ainda confirmará a data do clássico, previamente agendado para o dia 10. O duelo de volta deverá acontecer no dia 17, no Independência.

Outro mata-mata está no caminho celeste. Será contra o River Plate, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América. Os confrontos ocorrerão em duas terças-feiras, dias 23 e 30 de julho, às 19h15 (de Brasília). Por ter feito melhor campanha na fase de grupos, o Cruzeiro jogará no Monumental de Núñez, na ida, e no Mineirão, na volta. 

Números

Mano Menezes é o quarto técnico que mais comandou o Cruzeiro na história, com 225 partidas. São 111 vitórias, 64 empates e 50 derrotas. Acima dele estão apenas Ílton Chaves (362), Levir Culpi (257) e Niginho (256). Campeão mineiro em 2018 e 2019 e da Copa do Brasil em 2017 e 2018, o gaúcho de 57 anos completará três anos consecutivos no clube em 26 de julho - desde que não haja reviravoltas no posicionamento da diretoria celeste.

Tags: Mano Menezes Cruzeiro técnico mercadobola seriea interiormg futnacional