Cruzeiro

CRUZEIRO

Em ação de patrocinador contra o Cruzeiro, Justiça intima Flamengo a depositar em juízo valor restante da compra de Arrascaeta

Supermercados BH pleiteia recebimento de 25% do valor da venda do jogador

postado em 27/08/2019 11:20 / atualizado em 27/08/2019 11:42

<i>(Foto:  AFP / MAURO PIMENTEL )</i>

Em ação movida contra o Cruzeiro, o Supermercados BH conseguiu liminar que intima o Flamengo a depositar em juízo os valores remanescentes relativos à compra do meia-atacante Arrascaeta. A decisão foi proferida pela juíza Soraya Hassan Baz Láuar, da 1ª Vara Civel da Comarca de Belo Horizonte. A empresa pleiteia o recebimento de 25% do montante da negociação. 

Na decisão liminar, concedida na quarta-feira passada, a juíza atendeu o recurso do Supermercados BH e decretou que Cruzeiro e Flamengo apresentem as documentações relativas à transferência de Arrascaeta. O clube celeste ainda pode recorrer da decisão.

Ao Superesportes, o diretor de comunicação do Cruzeiro, Valdir Barbosa, informou que o clube só se manifestará sobre o caso na Justiça. 

Em janeiro deste ano, o Flamengo adquiriu 75% dos direitos econômicos de Arrascaeta, por 18 milhões de euros (R$ 79,5 milhões na cotação da época). Desse valor, o Cruzeiro ficou com 13 milhões de euros (R$ 55,25 milhões), pois detinha 50% dos direitos econômicos do jogador.

Dos 13 milhões de euros, o Cruzeiro recebeu a primeira prestação, de 7 milhões de euros (R$ 29,75 milhões), logo em janeiro, quando acertou a venda de Arrascaeta.  A segunda, de 3 milhões de euros (R$ 12,75 milhões), foi  paga em junho pelo Flamengo. A terceira, também de 3 milhões de euros (R$ 12,75 milhões), vence em dezembro. Esta última parcela, segundo decisão da Justiça, deve ser depositada em juízo.

Empréstimo


O Supermercados BH ajudou a Raposa na aquisição do uruguaio junto ao Defensor-URU, em janeiro de 2015. Arrascaeta foi comprado pelo Cruzeiro por 4 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões por 50% dos direitos econômicos). Pedro Lourenço emprestou ao clube 50% do valor, repassado de imediato aos uruguaios.

A outra metade seria paga pelo clube celeste de forma parcelada. O caso foi parar na Fifa.

No dia 19 de agosto, o Cruzeiro foi condenado pelo Comitê Disciplinar da Fifa a pagar 1,05 milhão de euros (cerca de R$ 4.711.611,00), além de multa de € 101,5 mil (R$ 455.455,00), pela dívida com o time uruguaio.

O Cruzeiro já recorreu e o caso será levado para a última instância, na Corte Arbitral do Esporte (CAS). A decisão final deve ser proferida no fim de 2020, no entendimento do clube.

Arrascaeta no Cruzeiro


Em quatro anos no Cruzeiro, Arrascaeta se tornou o maior artilheiro estrangeiro, com 50 gols em 188 jogos. O uruguaio balançou a rede em todas as finais conquistadas pelo clube: Campeonato Mineiro de 2018 e Copas do Brasil de 2017 e 2018.

Tags: flamengorj arrascaeta cruzeiro justiça fifa