Cruzeiro

CRUZEIRO

Torcida xinga Itair Machado e mostra dinheiro a jogadores do Cruzeiro após derrota para o Grêmio

Cruzeiro foi goleado por 4 a 1 em jogo da 18ª rodada do Brasileiro

postado em 08/09/2019 13:47 / atualizado em 08/09/2019 14:46

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press)</i>
Cruzeiro deixou o gramado do Independência sob fortes vaias e protestos neste domingo após a derrota por 4 a 1 para o Grêmio, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de entoar cantos de “time sem vergonha”, torcedores mostraram cédulas de real aos jogadores e xingaram o vice-presidente de futebol Itair Machado.





O técnico Rogério Ceni, por sua vez, foi poupado de vaias durante e após o revés.



As vaias começaram já no primeiro tempo, por volta dos 30 minutos, quando o Grêmio já vencia por 2 a 0. Torcedores perseguiram principalmente o atacante David, o lateral-direito Edilson e o meia Thiago Neves. Quando Fred descontou para o Cruzeiro, em cobrança de pênalti, o público mudou o comportamento, apoiou e apostou no empate.

Na saída do intervalo, o Independência ficou dividido entre vaias e incentivo ao time.

Já na etapa final, com o placar de 4 a 1 já construído, o torcedor cruzeirense protestou contra o vice-presidente de futebol Itair Machado. Thiago Neves foi muito vaiado ao ser substituído pelo atacante Ezequiel, recém-contratado ao Botafogo. 

Na saída de campo, os jogadores e o técnico Rogério Ceni se mostraram abatidos. Em sua entrevista coletiva, o comandante chegou a declarar que se sentia envergonhado pela derrota por 4 a 1 e que promoverá mudanças radicais para tornar o Cruzeiro mais competitivo. “Já perdi muito na vida, mas não saí para perder, não para tomar duas pancadas seguidas”, disse, referindo-se às derrotas por 3 a 0 para o Internacional, no Beira-Rio, pela Copa do Brasil, e por 4 a 1, para o Grêmio, em Belo Horizonte.