Cruzeiro

CAMPEONATO BRASILEIRO

Cruzeiro empata com Ceará em jogo de muitas chances e seca adversários para se manter fora do Z4 do Brasileiro

Time celeste chegou a 19 pontos e agora torce contra CSA e Fluminense

postado em 25/09/2019 21:25 / atualizado em 26/09/2019 02:03

<i>(Foto: Xandy Rodrigues/Futura Press/Estadão Conteúdo CE)</i>
Em jogo de muitas chances para ambos os lados, Cruzeiro e Ceará empataram por 0 a 0, nesta quarta-feira, no Castelão, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado colocou o time celeste provisoriamente na 16ª posição, com 19 pontos, acima de CSA (17º) e Fluminense (18º). Os concorrentes da Raposa na luta contra o rebaixamento entram em campo nesta quinta-feira, respectivamente diante de Palmeiras, em São Paulo, e Santos, no Rio de Janeiro.

A partida em Fortaleza foi bastante movimentada, sobretudo em número de finalizações. Os donos da casa chutaram 19 vezes e exigiram quatro boas defesas de Fábio, além de uma conclusão na trave. Já a equipe celeste criou 14 oportunidades. No primeiro tempo, Diogo Silva brilhou ao espalmar finalização forte de pé esquerdo do volante Éderson. No segundo, Fabinho, volante do Ceará, bloqueou de carrinho arremate rasteiro de Maurício.

No Nordeste, o Cruzeiro ampliou para cinco o número de jogos sem vencer. O time havia perdido em sequência para Internacional (3 a 0, pela Copa do Brasil), Grêmio (4 a 1), Palmeiras (1 a 0) e Flamengo (2 a 1). Sob o comando do técnico Rogério Ceni, contratado para substituir Mano Menezes, são duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Depois de ‘secar’ CSA e Fluminense nesta quinta, o Cruzeiro se prepara para enfrentar o Goiás, pela 22ª rodada do Brasileiro. O jogo acontecerá na próxima segunda-feira, às 20h, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Por ter recebido o terceiro cartão amarelo, o atacante Fred não estará à disposição da comissão técnica. Já o Ceará, 14º colocado, com 23 pontos, virá a Belo Horizonte medir forças com o Atlético, às 19h de domingo, no Independência.

O jogo


Do time que perdeu para o Flamengo por 2 a 1, sábado passado, no Mineirão, Rogério Ceni mexeu em apenas duas posições: tirou o zagueiro Cacá e o armador Thiago Neves e colocou Fabrício Bruno e Marquinhos Gabriel. Com a base da partida anterior, o Cruzeiro fez bom primeiro tempo contra o Ceará e criou algumas chances para balançar a rede.

Logo aos 4min, Pedro Rocha roubou bola no meio-campo, driblou três adversários e abriu na direita para Robinho. O camisa 19 tabelou com Marquinhos e bateu fraco de pé esquerdo. A bola explodiu em Fabinho e voltou em direção a Pedro Rocha, que, pressionado por Ricardinho, cabeceou por cima.

Aos 11’, mais uma grande chance para o Cruzeiro. Após ótimo cruzamento de Orejuela, David ajeitou de cabeça para a entrada da pequena área, e Pedro Rocha, sozinho, isolou a bola. Já aos 21’, o camisa 32 chegou a balançar a rede com assistência de Robinho, mas o assistente de arbitragem número um, Helton Nunes, marcou impedimento corretamente.

<i>(Foto: Pedro Chaves/Lightpress/Cruzeiro)</i>

Aos 25’, o Cruzeiro sofreu uma baixa. Com dores no tornozelo esquerdo, Pedro Rocha foi substituído por Fred. Logo na sequência, aos 26’, o volante Éderson fez bonita jogada, driblou dois marcadores e soltou a bomba de canhota. Bem posicionado, Diogo Silva rebateu de mão direita. 

Aos 34’, mais um ataque perigoso: da entrada da área, Marquinhos Gabriel buscou o ângulo em conclusão de pé esquerdo e a bola tirou tinta da trave. Já aos 40’, Robinho arriscou do meio-campo ao perceber que Diogo Silva estava adiantado, porém errou o alvo por muito.

Somente nos últimos minutos do primeiro tempo é que o Ceará assustou a Raposa. Aos 44, Fábio fechou o ângulo direito e defendeu a finalização forte de Bergson. Aos 47’, o camisa 1 teve trabalho para pegar a bola cabeceada por Thiago Galhardo.

O Cruzeiro, que havia terminado a etapa inicial com mais posse de bola - 59,24% a 40,76%, segundo o Footstats -, manteve a supremacia no fundamento no segundo tempo, mas produzindo menos. Aos 12’, Orejuela cruzou da direita para a esquerda, e David, sem marcação, finalizou de canela por cima.

Dominado até então, o Ceará começou a tomar conta do jogo a partir dos 15 minutos, principalmente com a entrada de Matheus Gonçalves. Aos 25’, o camisa 7 fintou Dedé duas vezes e bateu forte, para boa defesa de Fábio. Na sobra, o goleiro voltou a espalmar, em conclusão de Felippe Cardoso. Por fim, Thiago Galhardo, atrapalhado por Fabrício Bruno, mandou a bola na trave esquerda.

Aos 31’, mais um lance de grande perigo para o Ceará. Dedé errou passe na saída de bola, Matheus Gonçalves recebeu de Ricardinho e, livre na grande área, mandou para fora.

Aos 37’, o meia Maurício, que entrara no lugar de David, foi acionado por Orejuela e bateu rasteiro. No momento certo, Fabinho deu carrinho e evitou o que poderia ser o gol do Cruzeiro. Já aos 42’, Orejuela fez jogada individual, livrou-se da marcação e finalizou cruzado à direita, desperdiçando a oportunidade derradeira de dar à Raposa a vitória fora de casa.

CEARÁ 0X0 CRUZEIRO


CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Tiago Alves e Thiago Carleto; Fabinho, Ricardinho, Felipe Silva (Matheus Gonçalves, aos 15min do 2ºT) e Thiago Galhardo; Leandro Carvalho e Bergson (Felippe Cardoso, aos 25min do 2ºT)
Técnico: Enderson Moreira

CRUZEIRO
Fábio; Orejuela, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Éderson; Marquinhos Gabriel, Robinho (Ezequiel, aos 12min do 2ºT) e David (Maurício, aos 29min do 2ºT); Pedro Rocha (Fred, aos 25min do 1ºT)
Técnico: Rogério Ceni

Cartões amarelos: Leandro Carvalho, aos 17min, Samuel Xavier, aos 44min do 2ºT (CEA); Fabrício Bruno, aos 14min do 1ºT; Rogério Ceni, aos 28min, Fábio, aos 34min, Fred, aos 37min do 2ºT (CRU)

Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC)

Assistentes: Helton Nunes e Éder Alexandre (CBF/SC)

VAR: Rafael Traci (CBF/SC)

Assistentes do VAR: William Machado Steffen e Fabiano da Silva Ramires (CBF/SC)

Público: 18.595

Renda: R$ 146.002,00

Tags: fortaleza castelão cruzeiro empate seriea cearace futnacional interiormg