Cruzeiro

CRUZEIRO

'Ah que bom será, se o Mattos voltar para BH': alvo de protestos da torcida do Palmeiras, diretor é sonho de patrocinador do Cruzeiro

Pré-candidato à presidência da Raposa já confidenciou a aliados desejo de contratar executivo caso vença pleito no clube no segundo semestre de 2020

postado em 07/10/2019 16:48 / atualizado em 07/10/2019 17:43

<i>(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)</i>
A vice-liderança do Campeonato Brasileiro e a briga pelo título nacional não têm sido suficientes para satisfazer o torcedor do Palmeiras. Nesse domingo, depois do empate por 1 a 1 com o Atlético, no Allianz Parque, a Mancha Alviverde, principal organizada do clube, voltou a protestar na saída do estádio. 

Os principais alvos das manifestações são o presidente, Maurício Galiotte, e o diretor de futebol, Alexandre Mattos. Na última semana, na porta do prédio de Mattos, a organizada cantou: “Ah que bom será, se o Mattos voltar para BH” (vídeo abaixo). 

Ex-executivo do Cruzeiro e um dos grandes responsáveis pela montagem do time bicampeão brasileiro em 2013 e 2014, Mattos é muito admirado por Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH, patrocinador da Raposa e pré-candidato à presidência do clube em 2020.

Em conversa com aliados, Lourenço já comentou o desejo de contratar Alexandre Mattos como primeiro ato de gestão, caso seja eleito presidente do clube no pleito do ano que vem. Os dois, que foram próximos durante todo período de Cruzeiro, nunca deixaram de ter relação.

No livro ‘Caminhos do Penta’, escrito pelo jornalista Gilmar Laignier, o ex-vice de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, relata que ‘um patrocinador’ foi o principal entusiasta pelo retorno de Mattos ao clube, no fim de 2016, quando Thiago Scuro deixou a Toca da Raposa II. Esse patrocinador era Pedro Lourenço. 

Pode ficar tranquilo, já mandei o Bruno (Vicintin) conversar com o sucessor dele (Thiago Scuro), e você vai gostar muito”, teria dito o ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares ao ‘patrocinador’. “Depois de alguma pressão para revelar o nome, Gilvan confidenciou: é o antecessor”, complementa Vicintin no livro, que ainda revela a animação de Pedro Lourenço com a ideia. 

Nosso patrocinador se empolgou de imediato e se colocou à disposição para bancar  que fosse necessário financeiramente para o retorno de Mattos ao Cruzeiro. No mesmo dia, ele ligou para o Alexandre e avisou: “O que você precisar para vir para o Cruzeiro, pode me falar que eu banco”, teria dito o patrocinador. 

O acordo acabou não se concretizando. O Cruzeiro ainda tentou a contratação de Erasmo Damiani, ex-Seleção Brasileira, antes de promover Klauss Câmara, então diretor das categorias de base. Hoje, o dirigente é executivo do Grêmio. A Raposa acabou conquistando a Copa do Brasil em 2017.

Tags: cruzeiro palmeirassp interiormg seriea futnacional