Cruzeiro

CRUZEIRO

Empresário diz que Cacá está com a cabeça no Cruzeiro e não tem interesse de sair

Nenê Zini afirmou que zagueiro fará parte de reestruturação do clube

postado em 19/02/2020 12:30 / atualizado em 19/02/2020 12:36

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Com o pensamento voltado para o Cruzeiro, o zagueiro Cacá não deseja ser negociado no momento. É o que garantiu Nenê Zini, empresário do jogador, em entrevista nesta quarta-feira ao programa 98 Esportes, da Rádio 98. Segundo o agente, não “há condição” de o atleta sair do clube na janela de transferências de inverno na Europa.

O Cacá é do Cruzeiro, tem uma identificação muito grande e faz parte desse projeto de reestruturação. Tem um carinho enorme pela torcida e pela instituição. Tenho certeza que ele vai ser muito útil este ano Cruzeiro. Não houve nenhuma proposta e não há condição de ele sair nesta janela”.

No dia 10 de fevereiro, o Superesportes noticiou que o CSKA Moscou sinalizou oferta de 4 milhões de euros - R$ 18,9 milhões - por Cacá. Clubes da Rússia podem contratar reforços até a próxima sexta-feira, 21 de fevereiro.

A própria diretoria havia concedido a Nenê Zini autorização para conversar com os russos em nome do Cruzeiro. Entretanto, a intenção do jovem de 20 anos é participar da temporada de reconstrução do clube, que disputará a Série B em 2020.

“Nesse momento da carreira do Cacá, a responsabilidade que ele tem e as metas que ele busca alcançar, o coração e a cabeça dele estão no Cruzeiro. Houve propostas do mercado nacional, e ele hoje está feliz no Cruzeiro. Não tem interesse de sair do Cruzeiro. No mercado internacional houve algumas sondagens, mas nenhuma balançou para ele querer sair. Ele sabe da importância que tem dentro do projeto do Cruzeiro. Essa geração de jovens vai ser valorizada na história do Cruzeiro”.

Em 30 de janeiro, o Athletico-PR ofereceu 2 milhões de euros (R$ 9,36 milhões) por 100% dos direitos econômicos de Cacá. O Cruzeiro teria participação em 60% - R$ 5,61 milhões. O restante seria dividido entre Ubaense (30%) e o próprio jogador (10%). Saulo Fróes, presidente do Núcleo Dirigente Transitório, afirmou que a proposta era “estúpida e ridícula”.

Promovido ao time principal em 2018, Cacá disputou 28 jogos e marcou um gol pelo Cruzeiro. No Campeonato Brasileiro de 2019, ele foi um dos poucos destaques na campanha desastrosa que culminou com o rebaixamento à Série  B (17º lugar, com 36 pontos). As principais virtudes do defensor são a velocidade e a impulsão no salto para cabecear.

Tags: zagueiro Cruzeiro serieb interiormg futnacional mercadobola Cacá