Cruzeiro

CRUZEIRO

Ocimar comenta ida de Alexandre Mattos para o Atlético e rebate críticas no Cruzeiro: 'Não estou aqui só pela indicação dele'

Assim como técnico Adilson Batista, diretor de futebol tem recebido críticas

postado em 13/03/2020 10:47 / atualizado em 13/03/2020 13:34

(Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)


Em dezembro, o Cruzeiro negociou a contratação de Alexandre Mattos para o cargo de diretor-executivo de futebol. As partes conversaram por intermédio do empresário Pedro Lourenço, então integrante do conselho gestor, porém não houve acordo. O dirigente alegou ter recebido uma proposta do Reading, da Inglaterra, porém indicou um profissional de sua confiança. Desde 6 de janeiro, cabe a Ocimar Bolicenho, ex-Londrina, conduzir negociações na Raposa.

Como os planos de trabalhar no Reading foram frustrados, Mattos ficou no Brasil e aceitou convite para trabalhar no Atlético e buscar jogadores indicados pelo técnico Jorge Sampaoli. O anúncio foi feito nessa quinta-feira pelo presidente Sérgio Sette Câmara.

Em entrevista na manhã desta sexta-feira, Ocimar repercutiu a ida de Alexandre para o maior rival do Cruzeiro. Além de considerar normal a decisão do executivo, o dirigente rebateu os comentários de que sua contratação pelo clube celeste se deu exclusivamente por interferência de Mattos.

“É engraçado o futebol. Parece que o Ocimar está aqui só porque o Alexandre indicou. Não se vê o currículo, não se vê onde já passei, onde trabalhei, quanto tempo tenho de experiência. O fato de o Alexandre ter indicado meu nome, é apenas indicação. Quem aceitou a minha vinda foi o Cruzeiro. Acho que aceitou pelo meu currículo”, disse.

“O que responderia quanto a isso? É ver o meu currículo. Não estou aqui pela só indicação do Alexandre, e o fato de ele ter ido para outro clube, é absolutamente normal também, os executivos mudam de clube. Acho que não estou aqui só pela indicação dele. É a resposta que tenho para dar”, complementou.

Bolicenho, de 62 anos, dirigiu o departamento de futebol do Londrina de abril de 2016 a novembro de 2019. Na Série B, o clube fez boas campanhas em 2016 (6º, com 60 pontos) e 2017 (5º, com 62), além de participação razoável em 2018 (8º, com 55). Em 2019, acabou rebaixado à Série C ao terminar a competição em 17º, com 39 pontos - dois a menos que o Figueirense, primeiro time fora do Z4.

Antes do Londrina, Ocimar passou por Tigres do Brasil, Bahia, Santos, Ponte Preta, Athletico-PR, Joinville e Paraná - do qual foi presidente de 1994 a 1995. Fora do mundo da bola, exerceu a função de analista de controle administrativo do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (1994 a 2011) e de subgerente de agência no extinto Banco Bamerindus. Ele tem graduação em gestão esportiva pela Universidade Federal do Paraná.

Contratações


Na gestão de Bolicenho, o Cruzeiro fez nove contratações em 2020: o lateral-esquerdo João Lucas, os zagueiros Ramon e Marllon, os volantes Jean e Filipe Machado, o meia Everton Felipe e os atacantes Jhonata Robert, Marcelo Moreno e Roberson. Todas as decisões foram avalizadas pelo técnico Adilson Batista.

Dos atletas incorporados ao grupo, alguns têm sido bastante questionados, como João Lucas, vaiado a cada vez que toca na bola nos jogos no Mineirão, e Roberson, que ficou sem balançar a rede em cinco partidas como centroavante e foi para o banco de reservas.

Já Filipe Machado, embora tenha mostrado qualidade nos passes, também não escapou das críticas em razão de uma falha cometida na estreia - vitória sobre o Tupynambás por 4 a 2, em Juiz de Fora. O volante errou o domínio de bola em um lançamento do time adversário e permitiu que o atacante Fabinho Alves ficasse em boas condições para fazer o gol.

Em função dos maus resultados do Cruzeiro em 2020, parte do conselho gestor se dispôs a demitir Adilson Batista, mas voltou atrás por intervenções do empresário Pedro Lourenço, principal investidor do clube, e de Carlos Ferreira Rocha, ligado ao departamento de futebol. Após o ‘choque de realidade’ provocado pela derrota por 2 a 0 para o CRB na Copa do Brasil, a diretoria deve intensificar esforços para reforçar ainda mais o elenco visando à disputa da Série B.

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional Ocimar Bolicenho