Cruzeiro

CRUZEIRO

Fábio, do Cruzeiro, avalia que Rafael se 'precipitou' em transferência e relembra convite do Atlético

Goleiro falou pela primeira vez sobre saída de seu ex-companheiro ao rival

postado em 03/04/2020 15:10

(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Goleiro do Cruzeiro, Fábio falou pela primeira vez, nesta sexta-feira, sobre a transferência de Rafael ao Atlético, concretizada há um mês. Ele avaliou a decisão do ex-companheiro como ‘precipitada’ e relembrou que o ex-camisa 12 da Raposa já teve várias oportunidades de deixar o clube celeste enquanto estava mais novo. 

“Ele achou que era o momento de tomar uma decisão, já estava com 30 anos. Acho que foi uma decisão precipitada, ele já teve outros momentos de sair do Cruzeiro, em épocas que estava se destacando. Quando eu tive a lesão, em 2016, por exemplo, ele assumiu e foi muito bem. Nesta sequência ele teve oportunidades de ir para outros clubes, mais novo”, analisou o goleiro em entrevista ao programa Donos da Bola, da TV Bandeirantes. 

Fábio deixou claro, no entanto, o carinho que tem pelo ex-colega de clube, com quem conviveu por mais de 10 anos. “Rafael viveu muitos momentos aqui conosco, temos uma convivência muito boa. Fui padrinho de casamento dele no final de 2019, é uma amizade de muito tempo, como se fosse o irmão mais novo. Acompanhei a evolução dele ao longo dos anos”, completou.

A saída de Rafael do Cruzeiro não foi das mais tranquilas. Apesar da longa história no clube, o goleiro optou por buscar a rescisão indireta do contrato na Justiça do Trabalho antes de acertar com o Atlético. No dia da audiência, as partes conseguiram chegar a um acordo e Rafael acabou liberado pela Raposa.

Atlético e Rafael assinaram um acordo por três temporadas, com previsão de renovação automática por mais um ano (até o fim de 2023) em caso de cumprimento de metas. 

Fábio no Atlético?

Durante a entrevista, Fábio relembrou que também já foi assediado pelo Atlético no passado. O emissor da proposta teria sido Eduardo Maluf, ex-diretor de futebol dos dois clubes mineiros, que faleceu em junho de 2017 vítima de um câncer. 

“Há um tempo tive uma procura, sim. Mas era inviável, já que minha identificação com o Cruzeiro já era forte. Eu tinha uma grande amigo lá que era o Eduardo Maluf, ele também em outra oportunidade tentou me levar para o Grêmio. Sinto muita falta dele, pessoa muito correta”, disse o goleiro.

Depois de optar por permanecer no Cruzeiro, Fábio colecionou troféus. Entre outros, ele foi o goleiro titular das conquistas de dois Campeonatos Brasileiros, em 2013 e 2014, e de duas Copas do Brasil, em 2017 e 2018.

Tags: Cruzeiro serieb atleticomg interiormg futnacional seriea