Cruzeiro

CRUZEIRO

Empresário vê proximidade de acerto entre Cruzeiro e o atacante Arthur Caíke

Jogador de 28 anos deve ser o último reforço a chegar antes do início da Série B

postado em 07/08/2020 12:25 / atualizado em 07/08/2020 14:53

(Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
Em busca de um atacante no mercado, o Cruzeiro está em negociação adiantada com Arthur Caíke, do Al Shabab, da Arábia Saudita. Em contato com o Superesportes nesta manhã de sexta-feira, o empresário do atleta, Edson Ribeiro Neto, disse que "está trabalhando para concluir as tratativas".

O Cruzeiro tem até segunda-feira para acertar a contratação. Conforme definição da Fifa, os clubes do Brasil poderão contratar e vender jogadores a times do exterior de 20 de julho a 10 de agosto. A janela será reaberta de 13 de outubro e 9 de novembro.

Arthur Caíke, de 28 anos, tem o desejo de permanecer no Brasil. Este é um trunfo do Cruzeiro, que fez uma proposta de empréstimo ao Al Shabab. Os valores não foram revelados.

A informação da proximidade do acordo entre Arthur Caíke e Cruzeiro foi noticiada inicialmente pelo Globoesporte e confirmada pelo Superesportes.

O atacante é um pedido do técnico Enderson Moreira, que perdeu o colombiano Iván Angulo no mês passado. O Palmeiras solicitou o retorno do jogador, conforme previa o contrato. 

Formado pelo Iraty, do Paraná, Arthur Caíke tem passagens por Londrina, Paraná, Coritiba, Figueirense, Flamengo, Atlético Goianiense, Santa Cruz, Chapecoense, Al Shabab e Bahia.

Há cinco anos, Arthur foi destaque do Atlético Goianiense na Série B, com 12 gols em 35 jogos. Em 2012, também na segunda divisão nacional, contabilizou nove tentos em 33 partidas pelo Paraná.

Bahia


Arthur Caíke foi treinado por Enderson Moreira no início do ano passado, quando defendeu o Bahia. Em 54 jogos na temporada pelo clube nordestino, marcou 9 gols.

No fim de junho, o Bahia não renovou o contrato com o atacante. De acordo com o site Bahia Notícias, o clube tentou a prorrogação, mas a pedida saudita foi alta. Em razão de dificuldades financeiras, o Tricolor preferiu não fazer o investimento.

Tags: mercado bahia cruzeiroec mercadobola Arthur Caíke