Cruzeiro

CRUZEIRO

Felipão elogia atuação de volante Adriano no Cruzeiro e agradece Célio Lúcio por escalação

Técnico gostou do desempenho do volante de 21 anos contra o Operário

postado em 21/10/2020 01:02 / atualizado em 21/10/2020 01:40

(Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Na estreia de Luiz Felipe Scolari pelo Cruzeiro, o volante Adriano deixou boa impressão ao jogar por 90 minutos na vitória por 1 a 0 sobre o Operário, nesta terça-feira, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR), pela 17ª rodada da Série B. O placar apertado, porém precioso, fez o time subir do 19º para o 17º lugar, agora com 16 pontos. Na entrevista coletiva, o treinador elogiou o posicionamento do jovem de 21 anos e agradeceu ao auxiliar Célio Lúcio pelas orientações na escolha sobre quem atuaria ao lado de Jadsom Silva no meio-campo.


“Dificuldades na armação. Na criação. Eu pensei hoje um pouco diferente. Eu tentei colocar uma equipe mais experiente do meio para frente. Quero elogiar o Célio Lúcio, que colocou o Adriano na equipe. Eu tinha dificuldades na escolha e ele disse que poderia colocá-lo. Eu tenho pessoas que posso confiar, que confio plenamente, e a virtude de colocar o Adriano, que jogou muito bem, se posicionou muito bem, foi do Célio. A gente sabe que precisa de mais experiência e mais qualidade”, disse Felipão.

Oriundo do Resende-RJ, Adriano chegou à base do Cruzeiro em 2018 como armador, mas foi aos poucos se adaptando à função de marcação. Nesta terça-feira, ele ficou um pouco recuado em relação a Jadsom, seu parceiro de posição, e demonstrou qualidade na transição da defesa ao ataque e para prender a bola em momentos de pressão, além do já referido senso de posicionamento e de alguns cortes em jogadas aéreas devido à estatura de 1,86m.

“Ele é um jovem. Eu posso dizer a vocês, não é vergonha, eu não o conhecia. O Adriano é um jogador oriundo da base. Quem o conhecia muito bem é o Célio Lúcio, que já o treinou e o colocou em uma ou outra oportunidade. Então, para mim, foi surpresa sim, pois ele se posicionou muito bem, teve um controle da bola quando precisávamos e teve a bola aérea, que é importante para mim também no jogo de hoje, já que a equipe do Operário é muito alta”, analisou o comandante.

O triunfo cruzeirense no interior do Paraná veio graças ao gol de Arthur Caíke, aos 39min do segundo tempo, após grande jogada do ponta-direita Airton. Depois da partida, imagens do Premiere FC registraram Felipão conversando separadamente com Adriano. A tendência é que o prata da casa ganhe novas oportunidades no decorrer da Série B, podendo inclusive enfrentar o Náutico no domingo, às 16h, no estádio dos Aflitos, no Recife, pela 18ª rodada.

“Eu o parabenizei por sua personalidade. Eu não conheço, estou chegando no Cruzeiro agora, e abro o meu coração a vocês: ainda tenho dificuldades em conhecer os jogadores mais jovens. O Moreno, o Arthur Caíke, o Marquinhos Gabriel, o Jadson, o Ramon e o Fábio tudo bem, mas os meninos mais novos a gente vai aprender a conhecer no decorrer dos treinamentos e do convívio. Mas eu fiquei feliz com a colocação do menino, e já é um jogador que a gente pode pensar em utilizar um pouco mais dentro do grupo”, frisou Scolari.

Adriano entrou no time titular do Cruzeiro em função da ausência do zagueiro Manoel, infectado pelo novo coronavírus. Com isso, Ramon, que havia atuado como volante no empate por 0 a 0 com o Juventude, sexta-feira, no Mineirão, retornou à defesa. Sob o comando dos técnicos Enderson Moreira e Ney Franco, o camisa 15 participou de apenas dois jogos na Série B e quase não era relacionado para o banco de reservas. Com Felipão, terá a chance de dar sequência ao bom futebol e se firmar na equipe.

Tags: Felipão Adriano Cruzeiro serieb interiormg futnacional Célio Lúcio