Cruzeiro

CRUZEIRO

Copa do Brasil: Cruzeiro revê adversário que impôs dificuldades em 2020

Time celeste escapou de dar vexame em jogo contra o São Raimundo

postado em 02/03/2021 17:00 / atualizado em 02/03/2021 18:18

(Foto: William Roth/Light Press/Cruzeiro)
O sorteio da Copa do Brasil reservou uma coincidência para Cruzeiro e São Raimundo. Assim como em 2020, mineiros e roraimenses vão se enfrentar pela primeira fase do torneio nacional em 2021. O duelo será marcado para o estádio Canarinho, em Boa Vista.

Pelo critério do Ranking Nacional de Clubes, a Raposa precisará de um empate para avançar. Foi justamente o benefício no regulamento que garantiu a classificação na edição anterior com um 2 a 2 na noite de quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020.


O Cruzeiro encarou um adversário empenhado, destemido e inflamado pela presença de quase cinco mil torcedores nas arquibancadas. O São Raimundo abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo com o zagueiro Veracruz, que recebeu assistência de Belão, em posição de impedimento, após falta cobrada por Alex.

Comandado à época pelo técnico Adilson Batista, o time celeste empatou aos 33 minutos na base da insistência de Edu, zagueiro de origem improvisado como volante. Em lance oriundo de escanteio, ele conseguiu tomar a bola de Vanilson e finalizou forte dentro da grande área. A redonda desviou no meio do caminho e enganou o goleiro Éder.

Na etapa complementar, Alexandre Jesus recebeu passe de Maurício na pequena área e virou para a Raposa: 2 a 1. Mas o São Raimundo não se entregou e buscou o 2 a 2 aos 19, com o veterano Stanley, à época aos 40 anos. Numa espécie de voleio, o atacante se aproveitou da bobeada de Cacá e mandou a bola no ângulo esquerdo de Fábio.

A situação do Cruzeiro quase se complicou com a expulsão de Edu, aos 33 minutos. Adilson Batista recorreu ao banco de reservas e colocou o zagueiro Arthur no lugar de Maurício. Com três homens na defesa, a equipe suportou a pressão do São Raimundo na bola aérea e garantiu o passaporte à segunda fase com o 2 a 2.

(Foto: William Roth/Light Press/Cruzeiro)

Mas as dificuldades diante de um oponente sem tradição no futebol nacional vieram a refletir na campanha estrelada na Copa do Brasil 2020. Maior vencedor do torneio, com seis títulos (1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018), o Cruzeiro precisou dos pênaltis para eliminar o Boa Esporte na segunda fase (empate por 1 a 1 no tempo normal, em Varginha) e caiu diante do CRB na terceira (derrota no Mineirão, por 2 a 0, e empate no Rei Pelé, em Maceió, por 1 a 1).

A frustrante participação na competição rendeu uma premiação de “apenas” R$3,9 milhões - valor insuficiente para cobrir um mês de salário do departamento de futebol. Para 2021, a expectativa é ultrapassar a terceira fase, mesmo que a briga pelo sétimo troféu seja difícil levando em consideração o cenário de um elenco montado dentro da realidade da Série B.

Os remanescentes do Cruzeiro que enfrentou o São Raimundo em 2020 são o goleiro Fábio, o volante Adriano e o zagueiro Léo - este em tratamento de lesão no joelho direito. Entre as caras novas para o reencontro estão o lateral-direito Cáceres, os zagueiros Manoel e Ramon, o lateral-esquerdo Alan Ruschel, os volantes Matheus Neris e Matheus Barbosa, o meia Marcinho e os atacantes William Pottker e Rafael Sobis.

Caminho na Copa do Brasil


A CBF reservou duas datas para a primeira fase da Copa do Brasil: 10 e 17 de março (quartas-feiras). Quem triunfar em São Raimundo x Cruzeiro pega o ganhador de Real Brasília-DF x América-RN, fora de casa. Na segunda etapa não há vantagem do empate para a equipe mais bem colocada no ranking da CBF, e sim disputa por pênaltis para definir o classificado.

Os 20 clubes que chegarem à terceira fase se juntam a 12 previamente qualificados - oito representantes do país na Copa Libertadores (Flamengo, Internacional, Palmeiras, Grêmio, Atlético, São Paulo, Fluminense e Santos), o 9º colocado no Brasileirão (Athletico-PR), o campeão da Série B (Chapecoense), o campeão da Copa do Nordeste (Ceará) e o campeão da Copa Verde (Brasiliense).

A terceira fase da Copa do Brasil terá partidas de ida e volta, com os 32 participantes divididos conforme as suas posições no ranking da CBF (16 melhores no bloco 1 e as demais no bloco 2). Nas oitavas de final, os 16 clubes poderão enfrentar qualquer rival, assim como os oito times das quartas de final. Para a semifinal haverá direcionamento do sorteio com base no chaveamento da etapa anterior.

Os valores de premiação da Copa do Brasil 2021 ainda não foram divulgados pela CBF. Em 2020, o campeão vai faturar cerca de R$67 milhões, contando o dinheiro acumulado desde as oitavas de final. No jogo de ida da decisão, o Palmeiras ganhou do Grêmio por 1 a 0, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O confronto de volta ocorrerá no domingo, 7 de março, às 18h, no Allianz Parque, em São Paulo.

Tags: Cruzeiro CBF serieb sorteio copadobrasil interiormg futnacional São Raimundo