Cruzeiro

CRUZEIRO

Atento ao mercado, dirigente do Cruzeiro elogia Guzmán, um desejo antigo

Diretor diz que interesse no colombiano vem desde tempos de Vasco

postado em 13/04/2021 22:58 / atualizado em 13/04/2021 23:31

(Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro)


Em negociação com o Cruzeiro, o meio-campo colombiano Yeison Guzmán é visto como grande aposta pelo diretor de futebol do clube, André Mazzuco. O jogador, que pertence ao Envigado, da Colômbia, tem 23 anos e despertou o interesse da Raposa, que, conforme o dirigente, está de olhos abertos para o mercado sul-americano.

Mazzuco revelou, em entrevista ao Canal do Nicola, no YouTube, que Guzmán estava no radar desde quando o dirigente trabalhava no Vasco, antes de se transferir para o Cruzeiro. Ele considera que a América do Sul é um bom mercado para jovens em busca de ascensão, embora admita a dificuldade imposta pela diferença do dólar em relação ao real.  

"O Guzmán é um menino que a gente vinha monitorando no Vasco. Ele tem um perfil que nos agradou muito, um atleta jovem e que vive momento importante na carreira. Já é de praxe acompanhar bem o futebol sul-americano. O momento não é propriado pela questão cambial, os jogadores custavam um pouco menos, hoje não é mais isso, o dólar está muito alto. Mas temos esse monitoramento e uma equipe de trabalho muito boa no Cruzeiro, que já desenvolve isso", ressaltou o dirigente.

Mazzuco, no entanto, disse que a negociação não é fácil devido ao valor e as condições financeiras do Cruzeiro. Ele disse que o fato de ter uma procura anterior, quando ainda estava no Vasco, pode ser um fator favorável no avanço das tratativas. "Obviamente, por ter um contato anterior, isso facilita para que a gente continue conversando sobre a situação. Mas não é uma negociação simples", ressalvou.

O dirigente vê o meio-campo colombiano como a chance de ganhar experiência e deslanchar a carreira no clube celeste, em caso de acerto. "É um jogador extremamente interessante, seria um projeto aqui no Brasil para desenvolver, até pela idade e pela característica. Mas estamos sempre de olho e não vamos deixar escapar uma boa oportunidade", frisou.

DESEJO ANTIGO

Os primeiros contatos do Cruzeiro com o Envigado ocorreram há mais de um mês e partiram do próprio André Mazzuco. Em 2020, o dirigente já tentara levar o jogador para o Vasco, mas não obteve êxito. Ele até citou o clube carioca como exemplo de experiência bem sucedida com sul-americanos, como os argentinos Germán Cano e Benítez. O atacante se firmou como artilheiro, enquanto o armador, valorizado, já deixou São Januário e se transferiu para o São Paulo. 

"Temos esse viés, porque jogador sul-americano sempre agrega, temos exemplos no Vasco, como Cano e Benítez, que se adaptaram bem. São atletas que se destacaram. Quando você traz um atleta, você define pela contratação baseado no que ele pode fazer. O fato de dar certo no clube, aí depende de outras variáveis. A decisão da contratação a gente vai elencando as variáveis para ter um menor percentual de erro. O Cano demorou seis meses, foi uma negociação demorada, o Benitez foi da mesma forma, mas os dois se adaptaram bem e jogaram", exemplificou. 

Mazzuco disse que qualquer reforço em vista é avaliado por vários setores do futebol celeste. "É difícil prever o pós, mas os atletas que a gente traz é por uma razão muito clara. Espero que a gente possa ter sucesso com essas avaliações aqui no Cruzeiro. A gente tem um departamento de análise importante, temos avaliação da comissão técnica, a diretoria, é uma decisão importante, um investimento que o clube faz, tudo tem que ser muito pensado", comentou. 


Tags: cruzeiro colombiano interiormg diretor de futebol mercadobola envigado andré mazzuco yeisi guzmán