Cruzeiro

CRUZEIRO

Presidente do Envigado revela que Cruzeiro exige apresentação de Guzmán

Dirigente diz que clube mineiro notificou jogador para vinda a BH

postado em 26/04/2021 22:41 / atualizado em 27/04/2021 09:53

(Foto: Envigado FC/Divulgação)

A novela envolvendo Yeison Guzmán e Cruzeiro ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Em entrevista ao programa Gente, Pasión y Fútbol, do canal colombiano Telemedellín, o presidente do Envigado, Ramiro Ruiz, revelou que a diretoria celeste notificou o jogador e exigiu a sua apresentação na Toca da Raposa II em 15 dias.

“Há várias interpretações desse tema jurídico. Para o Cruzeiro, pelo que conversamos, considera-se que, efetivamente, pode ser considerado válido como um contrato simplesmente a assinatura da oferta (do clube). Somente para que todos entendam a situação, eles (Cruzeiro) mandaram uma carta solicitando que o jogador se apresentasse em 15 dias. Nós estamos ao lado de Yeison, ele faz parte da família Laranja, pensamos que teve uma desinformação, que ele não foi bem assessorado”, frisou.

Há algumas semanas, o Cruzeiro enviou ao Envigado e a Guzmán os documentos com os pormenores sobre salários, bonificações, tempo de contrato e valores de aquisição dos direitos econômicos. Tão logo o clube colombiano e o jogador oficializaram o aceite à proposta, o anúncio da transferência foi feito no dia 15 de abril. Uma semana depois, porém, Yeison declinou do acordo sob influência de seu empresário, Kormac Valdebenito, que ficou insatisfeito por não ter participado das tratativas entre os clubes.



Ramiro Ruiz acredita que a diretoria mineira se valerá da assinatura do jogador para uma eventual reclamação jurídica. “Para o Cruzeiro, reitero, consolida-se através da oferta um possível contrato. Obviamente, esse (documento, carta) está avalizado por Envigado por ele ter aceitado, naquele momento, a oferta e a negociação entre os clubes. Esperamos que ocorra o melhor para o jogador, que tem contrato com Envigado até 2024 e agora está conectado conosco e focado numa grande pré-temporada”.

Segundo Ruiz, tanto o Envigado quanto o clube que vier a contratar Guzmán podem ser responsáveis solidários em um possível deferimento da Fifa a um processo movido pelo Cruzeiro. Nesta segunda-feira, o repórter Venê Casagrande, do jornal carioca O Dia, informou que o Flamengo descartou investir no armador colombiano, oferecido ao clube nos últimos dias.

“Temos avaliado, em relação à parte jurídica, que não é uma demanda ainda (não existe uma ação ainda). Yeison tem um requerimento por parte do Cruzeiro para que se apresente em 15 dias. Internamente, temos avaliado e é possível que, se ele não se apresentar (no Brasil), tenha uma demanda posterior (na Fifa). E, obviamente, a equipe que o contratar (no futuro), Envigado será solidário - se é que a Fifa atenderá a essa demanda (do Cruzeiro)”, concluiu o dirigente.


Em 15 de abril, o próprio Guzmán confirmou que se juntaria ao elenco do Cruzeiro em vídeo publicado nas redes sociais do clube. O meia de 23 anos assinaria contrato até dezembro de 2025. Entretanto, cinco dias depois, ele desistiu da transferência, o que resultou em reação imediata da diretoria celeste, com ameaças de recorrer à Fifa para receber indenização. 

Com o auxílio de um parceiro investidor, o Cruzeiro compraria parte dos direitos de Guzmán por US$ 1,2 milhão (R$ 6,5 milhões), sendo que US$ 500 mil (R$ 2,7 milhões) seriam pagos à vista. O clube celeste deu por concretizada a negociação, mas o jogador não se apresentou em BH e desistiu de defender a Raposa. Tratado como um armador de transições rápidas, com boa visão de jogo e desequilibrador no um contra um, Yeison disputou 132 partidas oficiais pelo Envigado e marcou 28 gols.

Tags: cruzeiro interiormg futinternacional futnacional guzmán toca da raposa II mercadobola envigado yeison guzmán ramiro ruiz