Futebol Internacional
1

CRUZEIRO

Título na base do Cruzeiro, parceiro de Hulk no Porto: trajetória de Maicon

Defensor acertou o retorno à Toca da Raposa II e terá a missão de comandar a zaga em 2022

postado em 29/11/2021 05:00 / atualizado em 29/11/2021 09:11

(Foto: Arquivo Pessoal / Cruzeiro)
O primeiro reforço do Cruzeiro para a próxima temporada tem muita história dentro e fora do clube. Na base celeste, Maicon conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2007. Na Europa, ergueu títulos importantes e fez amizade no Porto com Hulk, do Atlético, agora seu adversário. Aos 33 anos, o defensor acertou o retorno à Toca da Raposa II e terá a missão de comandar a zaga, bem como de levar o time ao tão sonhado acesso à elite do futebol brasileiro.

Em 2007, Maicon fez parte do time comandado por Enderson Moreira que conquistou o principal torneio de base do Brasil. A equipe tinha nomes de peso, como o goleiro Rafael, hoje no Atlético, e os atacantes Guilherme, que vestiu as camisas dos três grandes de Minas Gerais, e Jonathan, com passagens por Corinthians, Torino e Hannover, entre outros.

Na decisão da Copa São Paulo daquele ano, Enderson escalou o time com Rafael; Aldo (Marcos), Maicon, Wellington e Anderson; Paulinho, Carlos Magno, Carlos (Luis Fernando) e Guilherme; Vinícius (Simões) e Jonathas. A Raposa venceu o São Paulo nos pênaltis (6 a 5), após empate no tempo normal por 1 a 1.

A estreia de Maicon no profissional do Cruzeiro ocorreu no dia 6 de maio de 2007, no segundo jogo da final do Campeonato Mineiro, contra o Atlético. Depois de perder o primeiro jogo por 4 a 0, o time celeste tentou uma virada épica no duelo de volta, mas não foi possível. A Raposa até ganhou por 2 a 0, gols de Wellington e Guilherme. Maicon entrou no segundo tempo, justamente no lugar de Wellington. 

Sem espaço no Cruzeiro, Maicon foi emprestado à Cabofriense-RJ. Ele retornou ao time celeste e participou de uma excursão com a equipe B em Portugal, em 2008. O time perdeu para o Braga, por 2 a 0, porém ganhou de Nacional da Madeira (3 a 2) e Vitória de Guimarães (3 a 1).

Em junho de 2008, o Nacional da Ilha da Madeira fechou com o Cruzeiro a contratação do atacante Nenê, que teve 30% dos direitos econômicos vendidos por 200 mil euros (cerca de R$ 500 mil à época), além dos empréstimos dos zagueiros Eliézio e Maicon.

O bom desempenho de Maicon no pequeno time português chamou a atenção do Porto, que o contratou em junho de 2009 junto ao Cruzeiro. O clube português pagou 1,1 milhão de euros por metade dos direitos econômicos do jogador.

No Porto, Maicon viveu o melhor momento na carreira. No Dragão, ele disputou 190 jogos e marcou 13 gols. Conquistou a Liga Europa em 2010-2011, mas era suplente de Otamendi e Rolando. No time português, atuou ao lado de outros brasileiros como Souza, Maicon, Hulk, Walter e Helton, entre outros.

No país ibérico, também venceu o Campeonato Português (2010-11, 2011-12 e 2012-13), a Taça de Portugal (2009-10 e 2010-11) e a Supertaça de Portugal (2010, 2011 e 2012).

Maicon deixou Portugal em 2016. O São Paulo pagou 6 milhões de euros e cedeu 50% dos direitos econômicos do lateral-esquerdo Inácio e do volante Luizão para comprar o zagueiro do Porto.

No Tricolor, Maicon fez 72 jogos, com cinco gols marcados. Ele começou bem, ganhando elogios da imprensa e da torcida, mas caiu de rendimento em 2017. Perdeu a faixa de capitão e foi criticado até pelo técnico do São Paulo, Rogério Ceni. Foi negociado em julho de 2017 para o Galatasaray por cerca de 8 milhões de euros.

Na Turquia, disputou 57 jogos com a camisa do Galatasaray, com seis gols marcados. Conquistou o Campeonato Turco (2017-18). Foi emprestado ao Al-Nassar em fevereiro de 2019. Maicon entrou em campo 60 vezes, sem nenhum gol marcado, uma assistência e a conquista do Campeonato Saudita (2018-19). 

Tags: cruzeiro zagueiro título porto maicon galatasaray destaque 2007 arábia saudita futinternacional nacional da madeira al nasr