Futebol Internacional

COPA 2018

Cotovelada de Leonardo em americano na Copa completa 24 anos nesta quarta

Em 4 de julho de 1994, dia da Independência Americana, o Brasil vencia os EUA, donos da casa e seguia caminhada rumo ao Tetra

postado em 04/07/2018 13:13 / atualizado em 04/07/2018 13:37

Reprodução
No dia 4 de julho de 1994, a Seleção Brasileira vencia os Estados Unidos, por 1 a 0, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Mundo e dava mais um passo rumo à conquista do Tetracampeonato Mundial. O jogo completa 24 anos nesta quarta-feira.

A vitória foi emblemática, por ter sido conquistada sobre os donos da casa logo no Dia da Independência dos Estados Unidos.

Além do gol de Bebeto, a partida ficou marcada, também, por outro lance: a cotovelada do então lateral Leonardo no meia americano Tab Ramos.

Após o lance, Leonardo foi expulso, deixando a Seleção com apenas dez jogadores em campo ainda aos 43min do primeiro tempo.

No segundo tempo, a equipe americana também perdeu um jogador. O zagueiro Fernando Clavijo foi expulso após levar o segundo cartão amarelo aos 19min da segunda etapa.

O gol brasileiro só saiu aos 27 do segundo tempo. Romário arrancou do círculo central e conduziu a bola até a meia-lua da área americana, deixando os adversários para trás. 
Da entrada da área, o Baixinho rolou a redonda para a direita e achando Bebeto, que bateu bateu cruzado. A bola entrou no cantinho direito do gol de Tony Meola, fazendo o único gol da partida, e desafogando os brasileiros.

A expulsão de Leonardo influenciou diretamente a caminhada do Brasil rumo ao tetra. O lateral foi suspenso da competição e Branco, seu substituto, marcou o gol da vitória da Seleção Brasileira contra a Holanda, por 3 a 2, nas quartas de final daquele Mundial.

Falando em Seleção e em Rússia, quem curte supertições e coincidências, gostará de saber que, também, no dia 4 de julho, no ano de 1965, o Brasil venceu a União Soviética por 3 a 0 em amistoso realizado em Moscou.
Reprodução CBF

Tags: seleção brasileira Copa do Mundo Rússia 2018 Estados Unidos futebol selefut copa2018 futinternacional leonardo