Futebol Internacional

AMISTOSO INTERNACIONAL

Peru vence o Brasil nos EUA, e Tite chega à terceira derrota à frente da Seleção

Apático, time brasileiro sucumbiu com gol no fim, em jogada aérea

postado em 11/09/2019 02:00 / atualizado em 11/09/2019 02:30

<i>(Foto: Kevork Djansezian/AFP)</i>
A Seleção Brasileira somou sua terceira derrota sob o comando do técnico Tite na madrugada desta quarta-feira. Diante do Peru no Los Angeles Memorial Coliseum, nos EUA, o time canarinho voltou a exibir problemas e novamente não conseguiu sair de campo com um resultado positivo. Graças ao gol de Abram, aos 39 minutos do segundo tempo, a seleção peruana vingou a derrota na final da Copa América e conquistou sua quinta vitória sobre o Brasil na história.

Nesta quarta-feira, Tite colocou em campo uma Seleção Brasileira com algumas mudanças. David Neres, Allan, Militão e Fagner começaram o jogo como titulares. No decorrer do duelo, Neymar, Fabinho, Lucas Paquetá, Bruno Henrique e Vinícius Jr, que estrou pelo time principal do Brasil, foram acionados, mas não conseguiram fazer a diferença.

O Peru, por sua vez, jogou sem seu principal atleta: Paolo Guerrero. O atacante pediu dispensa por estar prestes a disputar a final da Copa do Brasil com o Internacional. Desta forma, Ricardo Gareca teve de fazer algumas adaptações em sua equipe, mas provou que os dois confrontos com o Brasil na Copa América serviram de lição para o time andino, enfim, vencer o seu algoz.

O jogo

A primeira grande oportunidade da partida aconteceu aos 13 minutos e foi da seleção peruana. O time comandado pelo técnico Ricardo Gareca cobrou escanteio no primeiro pau, e Tapia se antecipou para cabecear com veneno, mandando rente à meta defendida por Ederson. Já aos 19 o Brasil respondeu com David Neres, que desperdiçou uma excelente oportunidade, talvez a mais clara do primeiro tempo, driblando o goleiro após receber de Firmino dentro da área, mas sendo travado por Advíncula na hora "h".

Aos 22, o Peru voltou a assustar com Flores. Marquinhos cortou de cabeça o cruzamento vindo da direita, e a bola sobrou nos pés de Flores, que chutou de primeira, sem deixá-la pingar no gramado, e tirou tinta da trave direita de Ederson. Três minutos depois, a Seleção Brasileira mais uma vez respondeu ao ímpeto adversário, agora com Richarlison, que tabela com Firmino, aproveita o corte da defesa para continuar com a bola e bater cruzado, mandando muito próximo do cantinho direito de Gallese.

Antes de as equipes irem para o intervalo, o Brasil ainda teve uma última chance de assegurar a vantagem no placar, mas a sorte realmente não estava do lado do time verde e amarelo. Aos 43 minutos, Richarlison finalizou da entrada da área e forçou grande defesa do goleiro peruano, que se esticou todo para manter o 0 a 0 no marcador.

<i>(Foto: AFP/Mark Ralston)</i>


Gol no fim

No segundo tempo o Brasil voltou mais ligado para o gramado e aos quatro minutos quase abriu o placar. Richarlison fez boa jogada individual, levou para o meio e tocou em profundidade para Allan, que saiu cara a cara com Gallese, mas chutou em cima do goleiro peruano. Aos oito, nova boa oportunidade para a Seleção. Firmino disputou bola no ataque, e ela sobrou para Coutinho, que chegou batendo de primeira, soltando uma bomba, mas o arqueiro rival fez outra importante defesa.

A blitz verde e amarela não parou por aí. Aos 17, Philippe Coutinho bateu no canto de Gallese, a bola desviou no meio do caminho e foi no cantinho, mas o goleiro peruano ficou com ela para frear novamente o ímpeto adversário. Sem conseguir estufar as redes, o Brasil sofreu algumas alterações no decorrer do duelo. Neymar, Paquetá e Fabinho entraram nas vagas de Firmino, David Neres e Casemiro, respectivamente, e a equipe melhorou.

Pouco depois, foi a vez de Vinícius Jr entrar em campo e fazer sua estreia pela Seleção Brasileira principal. Bruno Henrique também foi acionado pelo técnico TIte, mas, mesmo subindo de produção, a equipe canarinho acabou castigada já na reta final do jogo, mais precisamente aos 39 minutos, quando Abram completou de cabeça o cruzamento da direita, subindo mais alto que Militão, e garantindo o triunfo peruano por 1 a 0 que teve gosto de vingança depois de o país perder a final da Copa América para o Brasil.

BRASIL 0 X 1 PERU

BRASIL
Ederson; Fagner, Marquinhos, Militão e Alex Sandro; Casemiro (Fabinho), Allan e Philippe Coutinho (Bruno Henrique); Richarlison (Vinícius Jr), Firmino (Neymar) e David Neres (Paquetá)
Técnico: Tite

PERU
Gallese; Advíncula, Zambrano (Santamaría), Abram e Trauco; Tapia, Aquino (Christofer González), Yotún, Gabriel Costa e Flores; Ruidíaz (Reyna)
Técnico: Ricardo Gareca

Local: Los Angeles Memorial Coliseum, em Los Angeles (EUA)
Data: 11 de setembro de 2019, quarta-feira
Árbitro: Jair Marrufo (EUA)
Assistentes: Franck Anderson (EUA) e Corey Rockwell (EUA)
GOL Abram, aos 39min do 2ºT 
Cartões amarelos: Alex Sandro (Brasil); Aquino (Peru)

Tags: Los Angeles futinternacional tite seleção brasil peru neymar amistoso