Futebol Internacional

FUTEBOL INTERNACIONAL

Sob pressão no Napoli, Ancelotti afirma que 'a mala está sempre pronta'

Equipe comandada pelo treinador enfrenta o Genk nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões

postado em 09/12/2019 15:19 / atualizado em 09/12/2019 17:29

(Foto: Miguel Medina/AFP)
 

Há nove jogos sem vencer, o técnico do Napoli, Carlo Ancelotti, admitiu que existe uma pressão enorme sobre o time italiano antes da partida contra o Genk, nesta terça-feira, em casa, pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. A eliminação certamente vai significar o fim da linha para o treinador no clube.

"A mala de um treinador está sempre pronta, não podemos desfazê-la. Acredito que ser questionado nesta situação é perfeitamente normal", afirmou o técnico, na protocolar entrevista coletiva na véspera da partida. "Não posso fingir. A equipe não está rendendo o que pode", completou.

Apesar do momento difícil na temporada, o Napoli não tem uma missão tão complicada no estádio San Paolo para avançar às oitavas de final. Com nove pontos e na segunda colocação do Grupo E, a equipe italiana depende apenas de um empate com o time belga, lanterna com um ponto, para se classificar. O Liverpool lidera com dez pontos e o Red Bull Salzburg, com sete, é o terceiro.

"Na Liga dos Campeões, vimos outro Napoli, aquele que eu gostaria de ver no Campeonato Italiano. É um momento que acabará. Estou buscando soluções para sair deste período difícil", disse Ancelotti.

O treinador vê como natural uma possível demissão. "Estou pronto, é uma experiência que já vivi no passado", afirmou o italiano, demitido de Bayern de Munique e Real Madrid, onde trabalhou antes de assumir o Napoli em 2018. "Isso não me assusta e não me preocupa saber que o clube pode me demitir ou que eu poderia ir embora."

Questionado sobre se conversou com o presidente Aurelio De Laurentiis antes da partida decisiva contra o Genk, o técnico disse que "faz isso diariamente" e "que todos estão focados no jogo desta terça-feira" pela Liga dos Campeões. "Eu vivo nesta véspera como uma oportunidade para alcançar um objetivo importante", encerrou.

Tags: Liga dos Campeões futinternacional ligadoscampeoes carlo ancelotti Napoli