Futebol Internacional

CORONAVÍRUS

Adebayor deixa o Paraguai para ficar com a família e entra em quarentena no Benin

Atacante togolês chegou ao Olimpia no começo deste ano

postado em 24/03/2020 12:26 / atualizado em 24/03/2020 13:05

(Foto: Divulgação/Olimpia)


Apenas um mês e meio depois de desembarcar no Paraguai para defender o Olimpia, o atacante togolês Emmanuel Adebayor voltou à África por conta da pandemia do novo coronavírus. Em nota oficial, o clube paraguaio disse que o jogador de 36 anos deveria retornar ao Togo, mas o voo desceu no Benin, um país vizinho, e ele e os demais passageiros foram levados para um período de quarentena de 14 dias, obrigatório para quem chega do exterior.

"Eu não sou do Benin, mas tenho muitos amigos daqui. Fica ao lado do meu país e tenho muitos amigos do Benin, muitos jogadores, o ministro da Juventude e dos Esportes... Nós jogadores estamos mais acostumados a ficar em casa, reclusos. É difícil, mas temos a família, o WhatsApp, o FaceTime. Então, eu vou tentar chamá-los o tempo todo. E fazer a quarentena aqui no Benin não será um problema. Eu me sinto como um beninense, ficar aqui não me incomoda", afirmou o atacante na chegada ao país, em entrevista ao Canal 3 TV Benin, usando uma máscara de proteção.

Como medida de prevenção ao Covid-19, todo o elenco do Olímpia está afastado de atividades no clube, em Assunção. Em sua nota oficial, os dirigentes do time paraguaio informam que Adebayor foi avisado dos riscos de uma viagem, mas que "a decisão dele foi de passar este tempo com a família".

Com pouco tempo de clube, o atacante togolês disputou apenas quatro partidas. Não fez gol e acabou expulso em seu último jogo: vitória por 2 a 1 sobre o Defensa y Justicia, no último dia 11, pela Copa Libertadores. Assim, está suspenso do duelo contra o Santos, na Vila Belmiro, quando a competição continental for retomada.