Futebol Internacional

RACISMO

Federação sueca suspende árbitro por racismo até o fim da temporada

Em podcast, goleiro Aly Keita comentou situação; árbitro diz não teve intenção de ser racista na fala

postado em 03/07/2020 17:20

(Foto: Montagem/Divulgação)


A Federação Sueca de Futebol anunciou, nesta sexta-feira, que o árbitro Martin Strömbergsson está impedido de trabalhar até o fim da temporada por causa de um comentário racista dirigido ao goleiro Aly Keita, do Östersund.

A revelação foi feita pelo próprio jogador a um podcast de futebol. "Volte para a gaiola para que você possa agarrar as bananas que vão te atirar", teria dito o árbitro, de 43 anos.

"Martin garante que não tinha intenção racista quando disse. Não temos motivos para duvidar, mas acreditamos que é uma expressão muito infeliz e é óbvio que pode ser um insulto. Depois do que aconteceu, não é apropriado para ele dirigir mais jogos em 2020", informou a federação em um comunicado.

"É uma expressão que eu já usei antes como piada e que não é relacionada à cor da pele, mas ao papel do goleiro. Eu errei e quero reiterar novamente que não tem nada a ver com o fato de Aly ter a pele escura", disse Strömbergsson em comunicado.

Keita não aceitou as explicações. "Ele disse que foi uma frase retórica, mas acho que talvez ele estivesse tentando se salvar. Havia outro jogador que também ouviu o que ele disse", afirmou o jogador da seleção de Guiné Equatorial, país de origem de sua mãe.

A liga sueca começou há algumas semanas e terminará em dezembro, dois meses depois do habitual, devido à pandemia de coronavírus.

Tags: racismo