Futebol Nacional

CLIMA NA TOCA II

Tranquilidade de Marcelo conquista atletas e é vista como trunfo no Cruzeiro

Guerreiro elogia liberdade dada pelo treinador, mas ressalta hierarquia no clube

postado em 20/03/2013 12:29 / atualizado em 20/03/2013 15:25

Edesio Ferreira/EM/D.A Press

Na manhã desta quarta-feira, antes de orientar o treinamento na Toca da Raposa II, Marcelo Oliveira bateu bola com o lateral-direito Ceará e o volante Leandro Guerreiro, enquanto os demais jogadores se aqueciam. A troca de passes pelo alto retrata um novo perfil de comando no Cruzeiro.

A liberdade dada por Marcelo Oliveira aos jogadores e a tranquilidade do treinador ao passar instruções à equipe são constantemente elogiadas pelos atletas. Depois de conviverem com o perfil enérgico de Celso Roth durante 2012, os jogadores cruzeirenses veem ambiente mais calmo durante os treinamentos na Toca da Raposa II.

Mais experiente entre os titulares do Cruzeiro, Leandro Guerreiro ressaltou a raridade de situações como o bate-bola com o treinador. “Não é comum. É difícil ter liberdade com treinador. São poucos times que têm essa liberdade”, disse o volante, que ressaltou a necessidade de respeito à hierarquia.

“Ele é um cara totalmente aberto, mas temos de saber aonde chegar. Ele é o comandante e temos de respeitar. Todos respeitamos e sabemos a hora de brincar”, acrescentou.

Ao avaliar quais os fatores levam o Cruzeiro a um bom início de temporada, com cinco vitórias e um empate, Leandro Guerreiro destacou as 14 contratações feitas em 2013, mas salientou também o relacionamento de Marcelo Oliveira com seus comandados.

“O que mudou foram as contratações. O Cruzeiro contratou muito bem esse ano, jogadores diferenciados. Também há a tranquilidade do Marcelo Oliveira, que passa para a gente. Ele é um cara aberto, que escuta nossas opiniões. O diferencial foi as contratações e a tranquilidade do Marcelo”, destacou.

Tags: oliveira marcelo cruzeiro