Internacional

INTERNACIONAL

Rodrigo Caetano comenta prejuízos da paralisação: "Todos seremos impactados"

Gerente de futebol do Internacional falou sobre as consequências da crise do novo coronavírus

postado em 05/04/2020 15:12 / atualizado em 05/04/2020 16:49

(Foto: Divulgação/Ricardo Duarte)
A paralisação do futebol por conta do coronavírus foi assunto de entrevista concedida por Rodrigo Caetano à Fox Sports. De acordo com o gerente de futebol do Internacional, a pandemia vai trazer prejuízos esportivos e financeiros aos clubes.

"A parada foi muito prejudicial para o Inter, em relação a desempenho esportivo, tivemos 9 vitória, 5 empates e só 1 derrota. Tivemos um bom entendimento ao que Coudet quer, montando equipe competitiva", disse Rodrigo Caetano, lamentado que a pausa ocorra em um bom momento do Colorado.

Sobre a parte financeira, o gerente de futebol afirmou: "Quando tem dois, três meses de paralisação, não vai ser menos, é quase irrecuperável. Todos seremos impactados. O Inter está fazendo um estudo minucioso, o impacto na queda de sócios, de receitas na parada de competições, mediante de tudo isso teremos condições de estabelecer um cenário".

"Não tem como a pandemia não impactar em 2021, claro que temos contratos que vão além do ano que vem. Por conta disso, na hora de negociação, teremos que prever cenário, será muito prejudicial. Vejo sim reflexo nos contratos futuros".

Entre os clubes e federações, ainda há um indefinição em relação ao calendário do futebol. Para Rodrigo Caetano, a decisão só poderá ser tomada quando for possível prever o retorno à normalidade.

"Na verdade, hoje é subjetivo projetar futuro. Primeiro passo para desenharmos as competições vai ser no dia que pudermos retomar as atividades em todo território nacional, com 15 a 20 dias de pré-temporada. Hoje, as conversas estão no nível, entre profissionais dos clubes, de como fazer a travessia, como suportar esse período sem receita, do prejuízo na questão física e técnica. Em relação a calendário é bastante complicado e difícil", concluiu.

Tags: futnacional coronavirus internacionalrs