Vasco

CRUZEIRO

Na estrela do garoto Maurício, Cruzeiro vence o Vasco e se afasta da zona de rebaixamento do Brasileiro

Meia, de 18 anos, marcou o primeiro gol pelos profissionais; Fábio pegou pênalti e foi um dos destaques da vitória celeste

postado em 01/09/2019 20:53 / atualizado em 02/09/2019 09:43

<i>(Foto: Ramon Lisboa / EM DA PRESS)</i>

O Cruzeiro enfrentou muitas dificuldades, mas conseguiu vencer o Vasco por 1 a 0, neste domingo, no Mineirão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol do jogo foi marcado pelo garoto Maurício, de 18 anos. Ele entrou no segundo tempo na vaga de Thiago Neves e deixou a sua marca. Este foi o primeiro gol dele como profissional. Outro destaque da partida foi o goleiro Fábio, que pegou um pênalti.

Com o resultado, o clube celeste chegou aos 18 pontos e se afastou da zona de rebaixamento – clique aqui e acesse a tabela. Agora, o Cruzeiro começa a pensar na Copa do Brasil. A Raposa tem um desafio hercúleo pela frente: precisa vencer o Internacional, na próxima quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, por pelo menos dois gols de diferença para avançar à final da competição mata-mata. No jogo de ida, o Colorado venceu no Mineirão por 1 a 0.

O jogo


O técnico Rogério Ceni optou por uma escalação bem ofensiva, com apenas um volante, o capitão Henrique. Robinho foi o meia mais recuado, que tentava organizar a saída de bola. David e Marquinhos Gabriel jogaram abertos, com Thiago Neves e Pedro Rocha mais adiantados.

O Cruzeiro começou o jogo pressionando o Vasco. Logo no primeiro minuto, Thiago Neves limpou a jogada na entrada da área e acertou chute forte. Fernando Miguel defendeu sem rebote. Aos 5 minutos, o time celeste balançou as redes, mas o árbitro assinalou impedimento. Robinho tentou jogada  pelo meio, em bate-rebate a bola sobrou para Marquinhos Gabriel. O meia deu um toque por cima do goleiro e marcou. O gol foi anulado. Aos 11', Thiago Neves quase balançou as redes após cruzamento certeiro de Egídio. O meia testou para fora.

Aos poucos, o Vasco foi equilibrando a partida. O clube carioca conseguiu tocar a bola e esfriar o ímpeto celeste. No fim do primeiro tempo, o time de Vanderlei Luxemburgo chegou a ter mais posse de bola que a equipe de Rogério Ceni. Os lances de maior perigo do Vasco nasceram nos pés do lateral-esquerdo Danilo. Aos 28', ele bateu falta forte. A bola passou perto da trave direita. Aos 42', Danilo pegou rebote de uma cobrança de escanteio e obrigou Fábio a fazer uma ótima defesa.

Em quase todo jogo, o Cruzeiro mostrou dificuldade de articular as jogadas no terço final do campo. Muitos erros de passes e pouco deslocamento dos atletas dificultaram a missão de furar a defesa do clube vascaíno. Sem conseguir penetrar na área adversária, a Raposa tampouco arriscou de fora da área.

O segundo tempo começou com o Vasco mais incisivo. Logo aos 5', em erro defensivo, Pikachu saiu na cara do gol. O vascaíno foi derrubado na área por Fabrício Bruno. Na cobrança do pênalti, Pikachu chutou forte no canto direito de Fábio, que acertou o lado e fez importante defesa. O Cruzeiro tentou responder aos 9', com Thiago Neves, que cabeceou para fora.

A partida que encaminhava para o 0 a 0 foi decidida na estrela da garoto Maurício. Aos 22', ele entrou na vaga de Thiago Neves e conseguiu fazer o único gol do confronto. Aos 34', David recebeu bola na esquerda, fez boa jogada individual avançando pelo meio. Depois de um bate-rebate, a bola sobrou para Maurício que emendou de primeira no canto direito de Fernando Miguel: 1 a 0.

CRUZEIRO 1 X 0 VASCO

Cruzeiro
Fábio; Orejuela, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Robinho (Éderson); Marquinhos Gabriel, Thiago Neves (Maurício) e David; Pedro Rocha (Fred)
Técnico: Rogério Ceni

Vasco
Fernando Miguel; Yago Pikachu, Ricardo, Henriquez e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marcos Junior; Rossi (Thiago Reis), Marrony (Fellipe Bastos) e Talles (Valdívia)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Gol: Maurício, aos 34 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Henrique, Marquinhos Gabriel e Robinho (Cruzeiro) e Richard, Raul, Rossi, e Talles (Vasco)

Público total: 26.052
Público pagante: 18.853
Renda: R$ 281.902,00

Motivo:
17ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: domingo, de 1º de setembro
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Danilo Simon Manis (FIFA-SP)
VAR: Wagner Reway

Tags: fábio vascorj seriea cruzeiroec mauricio