Vasco

CRUZEIRO

Rogério Ceni comemora vitória do Cruzeiro e destaca jogadores da base: 'Bons valores'

Treinador lamentou erros de passe e disse que time pode melhorar

postado em 01/09/2019 22:36 / atualizado em 02/09/2019 09:44

<i>(Foto: Ramon Lisboa / EM DA PRESS)</i>

O técnico Rogério Ceni comemorou a vitória do Cruzeiro sobre o Vasco por 1 a 0, nesse domingo, no Mineirão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, e elogiou a entrada de atletas da base no decorrer da partida.

Ceni colocou o meia Maurício e o volante Éderson no segundo tempo. Foi do pé esquerdo do armador que saiu o único gol do jogo. Aos 22', Maurício entrou na vaga de Thiago Neves. Doze minutos depois, David recebeu bola na esquerda, fez boa jogada individual avançando pelo meio. Depois de um bate-rebate, a bola sobrou para Maurício, que emendou de primeira no canto direito de Fernando Miguel.

“Fico feliz pelo Maurício, um jovem da base, de 18 anos, assim como Éderson, que teve uma oportunidade. Acho que ainda não estão prontos, mas ganhar minutos como estes e ter a felicidade de fazer o gol da vitória, a bola sobrou no pé esquerdo dele, que é o forte, fico contente, são jovens do clube que vão mostrando para o torcedor que na base tem bons valores”, disse Rogério Ceni.

O treinador ainda fez um resumo de como viu a partida: “O Cruzeiro começou melhor a partida, pressionando o adversário. Depois, o Vasco deu uma equilibrada. Na volta do segundo tempo, nós voltamos bem, tivemos maior posse, mas o Vasco equilibrou e melhorou no jogo no momento do pênalti. Tomamos uma bola nas costas, foi a segunda no jogo que tomamos. Naquela ocasião, aconteceu o pênalti. A gente tem que jogar de forma posicional, o jogo é posicional, a gente não pode quebrar a linha. Estava vendo que o Egídio não saiu, não demos a arrancada no momento correto para fazer a cobertura. Depois da defesa do Fábio, aquilo nos motivou muito, e foi como o Cruzeiro consegui forças”.

Apesar da vitória, o Cruzeiro não fez uma grande apresentação. O próprio Rogério Ceni disse que o time errou muitos passes. “Tem muitas bolas que voltamos para trás, que começamos o jogo sem necessidade, podemos jogar melhor. Tivemos dificuldade na saída de jogo, vou tentar inserir a características que gosto, vamos tentar nos adaptar, mas podemos ser mais objetivos, errar menos passes, caprichar mais”, frisou o treinador.



Com o resultado, o clube celeste chegou aos 18 pontos e se afastou da zona de rebaixamento – clique aqui e acesse a tabela. Agora, o Cruzeiro começa a pensar na Copa do Brasil. A Raposa tem um desafio hercúleo pela frente: precisa vencer o Internacional, na próxima quarta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, por pelo menos dois gols de diferença para avançar à final da competição mata-mata. No jogo de ida, o Colorado venceu no Mineirão por 1 a 0.


Tags: vascorj seriea cruzeiro ceni