MMA
1

DEFESA DE CINTURÃO

'O cinturão volta para casa comigo', garante Amanda Nunes sobre a luta deste domingo

A brasileira encara Germaine de Randamie no Card Principal do UFC 245

postado em 13/12/2019 11:40 / atualizado em 13/12/2019 12:37

(Foto: Sean M. Haffey)
Campeã dos pesos galo e pena, Amanda Nunes mostrou confiança ao comentar sobre a expectativa para a próxima luta da carreira. Neste sábado, a brasileira encara a holandesa Germaine de Randamie na quinta defesa de cinturão dos galos e não vê a derrota como opção. 

Considerada a maior lutadora de MMA de todos os tempos, Amanda Nunes, a Leoa, revolucionou o UFC e abriu portas para a visibilidade da categoria feminina no MMA. A representatividade, aliada com o excelente desempenho dentro do octógono, fez com que a brasileira chegasse ao topo. Campeã de duas categorias, não carrega falsa modéstia e concorda que é a melhor lutadora do mundo. “ Eu conquistei o auge da minha carreira, sou a melhor do mundo em duas divisões. Estou no topo. Eu vou falar o quê? Eu trabalhei para ser a melhor do mundo e hoje estou aqui porque sou melhor do que as outras.”

Na busca por prolongar seu legado, Amanda volta a defender o cinturão até 61kg neste domingo, no Card Principal do UFC 245, contra Germaine, adversária que enfrentou - e venceu - em 2013. Apesar da evolução da holandesa, a Leoa acredita no triunfo brasileiro. 

“A Germaine evoluiu bastante, ela melhorou muito a defesa de quedas dela da nossa primeira luta para cá. Acho que a luta pode tomar rumos diferentes. Pode ser que eu use meu wrestling e meu jiu-jitsu ou pode ser que eu aproveite meu jogo em pé. Meu objetivo é manter a tranquilidade e esperar o momento certo”, comentou. “Já estou acostumada a lutar com outras estrelas e, com certeza, a bandeira do Brasil vai brilhar neste evento. O cinturão volta para casa comigo. Estou muito ansiosa para essa luta.”

Além de Amanda, outros três brasileiros lutarão no UFC 245, em Las Vegas. José Aldo, ex-campeão dos penas, encara Marlon Moraes na categoria galo. A manauara Ketlen Vieira enfrenta a mexicana Irene Aldana e a brasiliense Vivi Araújo mede forças com a estadunidense Jessica Eye. O evento começa às 00h de domingo.

O próximo passo


A luta contra Germaine nem aconteceu, mas Amanda já planeja os próximos passos. A baiana, detentora de dois cinturões do UFC, planeja defender o posto na categoria pena em 2020. “Para mim, é importante defender o cinturão peso-pena sim. Eu o conquistei, então quero continuar trabalhando e ter a oportunidade de defendê-lo”, pontuou.