UAI

2

Balu vê 'algo incomum' em queda do Cruzeiro, mas descarta 'corpo mole'

Lateral-direito da Raposa no fim da década de 1980 amenizou a culpa dos jogadores e destacou fator decisivo para a queda do time em 2019

21/07/2022 07:00 / atualizado em 20/07/2022 14:30
compartilhe
Ex-lateral-direito, Balu analisou o rebaixamento do Cruzeiro
foto: Superesportes

Ex-lateral-direito, Balu analisou o rebaixamento do Cruzeiro


Um dos laterais-direitos mais marcantes da história do Cruzeiro, Balu opinou sobre o rebaixamento do clube à Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar de descartar um possível 'corpo mole', o ex-jogador acredita que 'teve algo incomum' para que isso ocorresse.



Em 2019, a Raposa vinha de dois anos consecutivos conquistando a Copa do Brasil e tinha uma folha salarial das mais altas do Brasil. Além disso, contava com jogadores renomados, como Fábio, Edilson, Léo, Thiago Neves, Rodriguinho e Fred, que não conseguiram evitar a queda. 

Em participação no Por Onde Anda?, do Superesportes, Balu amenizou a culpa dos atletas no rebaixamento e disse que sofreu muito com a situação. 

"Não sei se é dos jogadores (a culpa), mas que teve algo incomum teve. Aquele time do Cruzeiro não era para cair nunca. Não sabemos de onde veio, jogadores, diretoria, mas houve algo estranho. Sofri demais", relembrou. 

O ex-lateral ressaltou que um fator decisivo para o desempenho da equipe dentro de campo é o salário em dia. Segundo ele, a queda da Raposa foi motivada por fatores extracampo.

"Eu acho que é mito (corpo mole). Os jogadores comentam entre eles, mas na hora do jogo, os caras esquecem. O que precisa acontecer é receber em dia. O jogador gosta é dessas coisas, tudo certinho, correm, buscam e ganham sim. Essa história quando o Cruzeiro caiu, ouvimos história que os jogadores fizeram isso, mas nada. Quando entra em campo, esquece isso. Mas é mais fácil colocar a culpa nos atletas. Ali no Cruzeiro foi coisa extracampo", afirmou.

Chegada de Ronaldo


Balu também analisou a chegada de Ronaldo ao Cruzeiro. O ex-atacante e agora empresário adquiriu 90% das ações da SAF celeste em dezembro de 2021. O ex-lateral projeta o acesso da Raposa nesta temporada. Após 18 rodadas disputadas, o time mineiro está na liderança da competição.

Cruzeiro 100 anos: laterais-direitos do clube




"Nos assustamos (com a notícia). O Ronaldo comprando o Cruzeiro? O que nos deixa feliz é o Cruzeiro hoje, bem na competição. Montou um time para Segunda Divisão, e tenho certeza que vai conseguir subir. Os caras estão mais tranquilos. Os jogadores estão correndo, buscando. Pode ter certeza que vai chegar", projetou.

Pelo Cruzeiro, Balu fez 322 jogos e conquistou dois Campeonatos Mineiros (1987 e 1990). Ele vestiu a camisa da Raposa entre 1986 e 1991 e ainda foi vice-campeão da Supercopa dos Campeões em 1988.

Compartilhe