Esporte na TV

ESPORTE NA TV

Globo deve 'investir pesado' na compra dos direitos da Liga dos Campeões

Jornalista aponta que economias da emissora com contratos não renovados, Fórmula 1 e Libertadores, serão destinadas à principal competição europeia

postado em 15/02/2021 16:28 / atualizado em 15/02/2021 17:24

(Foto: FABRICE COFFRINI / AFP)

A não renovação contratual da Rede Globo com a Fórmula 1 e com a Conmebol para exibição da Copa Libertadores tem levantado hipóteses entre o telespectadores de que ela está perdendo força no mercado nacional. Mas, de acordo com o jornalista Flávio Ricco, do portal R7, a emissora planeja ‘investir pesado’, com as economias que tem feito, na compra dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões.  
 
“A licitação da Champions League (Liga dos Campeões), em se tratando de direitos, promete uma disputa como nunca se viu na TV brasileira. A Globo, se tem como certeza, vai investir pesado nesta briga, usando muito dinheiro economizado com Fórmula 1, Libertadores, Carioca e companhia bela”, publicou o colunista. 

Em janeiro deste ano, a agência de marketing Team, licenciada pela Uefa para a venda dos seus eventos, convidou o Grupo Globo, o SBT, a Turner e o Grupo Disney para a licitação da Liga dos Campeões. O novo contrato que está em disputa será válido por três temporadas (2021/2022 até 2023/2024). 

Os pacotes vendidos pela Uefa são de TV aberta, TV fechada e streaming. A resposta dos grupos de transmissão é esperada até o fim deste mês. Após um acordo entre a entidade europeia e os grupos televisivos que atuam no Brasil, os vencedores das licitações serão anunciados.  

Por sua vez, a Uefa já destacou que gostaria de uma transmissão da principal competição internacional entre clubes na TV aberta, diferentemente do que vem acontecendo no Brasil.

Na última licitação, a entidade vendeu os direitos ao Brasil para a Turner por cerca de US$ 80 milhões. Esse valor é 40% menor do que foi pago pela própria Turner na licitação do triênio entre 2015/2016 e 2017/2018. Na ocasião, a programadora pagou US$ 130 milhões para exibir o torneio no Esporte Interativo e tirá-lo da ESPN depois de 20 anos.

Tags: globo futinternacional ligadoscampeoes esporte na tv