UAI

2

Sasha, do Galo, critica cobranças no futebol brasileiro: 'Resultado engana'

Atacante do Atlético diz que se vê a parte técnica e tática quando a derrota aparece e ressalta que o time não pode perder pontos contra o Avaí

27/05/2022 12:05 / atualizado em 27/05/2022 12:03
compartilhe
Sasha é o vice-artilheiro do Atlético na temporada, com nove gols
foto: Pedro Souza/Atlético

Sasha é o vice-artilheiro do Atlético na temporada, com nove gols


Eduardo Sasha, atacante do Atlético, criticou as cobranças exageradas no futebol brasileiro. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (27), o jogador de 30 anos rechaçou a importância dos resultados em termos de avaliação de desempenho e disse que a parte técnica e tática só é questionada nas derrotas. 



O camisa 18 iniciou o questionamento falando sobre os desfalques do Atlético. Nas últimas semanas, o clube perdeu jogadores importantes por lesões, como o meia Zaracho e os atacantes Keno e Eduardo Vargas. 

"A perda de jogador, claro, sempre sentimos, ainda mais quando é um considerado titular, de grande quantidade. No início do ano estávamos alternando os times e buscando a vitória. Na minha visão, às vezes o resultado dá uma enganada ou esconde algumas coisas", avaliou.

Como exemplo, Sasha citou a derrota por 2 a 1 para o Tolima, no Mineirão, pela Copa Libertadores. Ele acredita que uma possível vitória não traria nenhum tipo de desconfiança.

"No último jogo, tivemos oportunidades de fazer três, quatro gols. Talvez, se tivéssemos saído com a vitória, não teríamos essa desconfiança. Em outros jogos, fizemos pior e ganhamos, e agora estão comentando que buscamos o resultado", afirmou.

O atacante alvinegro ainda disse que é preciso entender essas cobranças e aceitar as possíveis críticas. 

"A gente vê que realmente o futebol brasileiro é o resultado. Se vê a questão da parte tática, técnica é quando a derrota aparece. Muitas vezes, quando vencemos, fizemos um jogo pior do que quando perdemos. Coisas do futebol, temos que saber lidar com essas situações. Aceitar as críticas, quando elas vêm", afirmou.

Sintonia com Turco e jogo com Avaí


Eduardo Sasha também avaliou as movimentações ofensivas com o técnico El Turco Mohamed. Segundo o atacante, a ideia é criar espaços a partir de troca de posições. 

"Acho que a sintonia entre jogadores e treinador está muito boa. Tem sido constante, dos jogos, especificamente, que temos que ter uma mudança dentro de campo, dependendo da formação que o adversário venha", disse. 

"Às vezes uma linha de cinco ou de quatro, então acaba que temos de fazer movimentações para abrir espaço que parece dar uma desorganizada, mas não. É para termos uma infiltração, aproximação de alguém. Temos coisas a acertar, normal, como todo clube tem. É irmos conversando e fazermos esses pequenos ajustes", completou.

Por fim, Sasha destacou a importância de uma vitória do Galo sobre o Avaí neste domingo, às 19h, no Mineirão, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.



"Com certeza, no Brasileiro, tem pontos que não podemos perder. Eu acho que domingo é um desses, para continuarmos em cima na tabela. O Brasileiro está muito equilibrado, com pouca diferença de pontos de um time para o outro. É nos mantermos com os times de cima, brigando, e cada resultado é para buscarmos a liderança, esse é o nosso objetivo", afirmou. 

Reserva importante do Atlético, Sasha tem 24 jogos na temporada, com nove gols e uma assistência. Ele é o vice-artilheiro da equipe, atrás apenas de Hulk, que balançou as redes 18 vezes. 

Compartilhe