UAI

2

Turco reconhece atuação ruim do Atlético: 'Essa não é a nossa cara'

Treinador do Galo criticou desempenho da equipe contra o Flamengo em eliminação na Copa do Brasil; Turco reconheceu superioridade dos cariocas

14/07/2022 00:50 / atualizado em 14/07/2022 02:31
compartilhe
Turco reconheceu atuação fraca do Atlético na eliminação diante do Flamengo na Copa do Brasil
foto: Pedro Souza/Atlético

Turco reconheceu atuação fraca do Atlético na eliminação diante do Flamengo na Copa do Brasil


O técnico "El Turco" Mohamed reconheceu a atuação ruim do Atlético diante do Flamengo nesta quarta-feira (13), em derrota por 2 a 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro. "Essa não é a nossa cara", avaliou o treinador argentino em entrevista coletiva após o apito final.
 
 

Em noite apagada, o Atlético viu o meia-atacante Arrascaeta decidir para o Flamengo em jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Após a eliminação, Turco foi enfático ao dizer que a equipe "jogou muito mal".

"O Flamengo foi muito melhor que nós. Teve uma noite melhor. Hoje, não saiu nada bem. Não superamos em intensidade. Essa não é nossa cara. Jogou muito mal a equipe. Estamos eliminados. No primeiro jogo, poderíamos ter feito outro gol mais, mas hoje fomos muito superados e o Flamengo é o justo vencedor", avaliou.

"Taticamente, no primeiro tempo, tivemos um erro e depois pudemos corrigir. No segundo tempo, a postura foi outra. Depois, a equipe teve uma má noite, cometeu muitos erros e, nesse tipo de jogo, tão importante, não se pode cometer. A ideia era outra: jogar mais à frente, como se jogou no segundo tempo até receber o segundo gol. Quando a equipe joga mal e perde, é minha responsabilidade. Agora, temos que levantar e pensar em recuperar", completou Turco.

Psicológico do Atlético se abalou?


As semanas que antecederam o confronto entre Atlético e Flamengo foram de muita tensão e clima quente nos bastidores. No Rio de Janeiro, a torcida rubro-negra cumpriu a promessa do atacante Gabigol e tentou atrapalhar ao máximo a tranquilidade do time do Galo - inclusive, com atitude de vandalismo ao atirar pedra no ônibus que levava a delegação mineira ao Maracanã.



Turco disse não poder avaliar se os jogadores sentiram a questão psicológica, mas reconheceu essa como uma possibilidade. Ele pediu desculpas aos torcedores do Atlético.

"Não poderia responder isso, pois não tenho certeza. Nosso time não jogou como vinha jogando, com intensidade, com posse de bola. Hoje fomos muito superados e nada mais. Não tivemos uma boa noite", disse.
 

Ônibus do Atlético foi apedrejado no Rio antes do jogo com o Flamengo


"Pode acontecer, às vezes. Todos somos humanos e temos dias ruins. Hoje foi geral, toda a equipe esteve em um dia ruim e, por isso, foi superada. Não gostamos de perder. Não era o que queríamos. Pedir desculpa a todos, porque não jogamos desta maneira. A postura foi sempre de tentar ganhar o jogo, mas não saiu nada. Jogamos muito mal e pode acontecer às vezes. Agora é levantar e pensar no que vem, porque a vida continua e o futebol continua. Hoje não foi a nossa melhor versão, não é a cara da equipe. Não jogamos como sempre fazemos", acrescentou Turco.
 

Por fim, o treinador argentino se disse incomodado com a performance da equipe no Maracanã. Turco ainda pediu silêncio e trabalho ao Galo para seguir em busca dos títulos restantes na temporada - Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América.

"São dias. Jogaram quase todos os mesmos jogadores que jogaram no Mineirão há 15 dias. Uma partida diferente. Não superamos em intensidade. Pode acontecer. Isso é assim. Temos que estar irritados, porque não gostamos de perder, ainda mais na forma como foi. Temos que fazer silêncio com a derrota e voltar a recuperar a humildade para o próximo jogo, para que a equipe volte a jogar como sempre jogou", projetou.
 

Flamengo x Atlético: fotos do jogo no Maracanã pela Copa do Brasil

 



Compartilhe