Bahia

CRUZEIRO

Jadson faz acordo para sair do Bahia e vai debater futuro com o Cruzeiro; empresário diz que há quatro clubes interessados

Jogador de 27 anos disputou 12 partidas pelo Tricolor em 2020

postado em 06/10/2020 13:00 / atualizado em 06/10/2020 16:51

(Foto: FELIPE OLIVEIRA / BAHIA)
Jadson fez acordo para sair do Bahia nesta terça-feira. Como o volante tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2021, o empresário Allan Espinosa, responsável pela carreira do atleta, confirmou ao Superesportes que está em Belo Horizonte para conversar com a diretoria da Raposa.

"Nada certo ainda sobre o futuro do Jadson. Tem quatro clubes interessados no Jadson. Estou em BH para conversar com o Cruzeiro e tudo pode acontecer", disse o empresário.

Jadson foi emprestado ao Bahia no início deste ano, mas não conseguiu se firmar. No total, foram 12 partidas disputadas e um gol marcado com a camisa tricolor. 

O curioso é que o volante deixa o Bahia por não estar nos planos de Mano Menezes, treinador que o indicou ao Cruzeiro.

O volante foi contratado em janeiro de 2019, depois de uma temporada regular pelo Fluminense, em 2018. No Cruzeiro, ele também foi utilizado como meia pela direita e lateral, mas não agradou em quase nenhuma oportunidade. Com a camisa celeste, foram 31 jogos e um gol marcado.

Saída do Bahia


O presidente do clube baiano, Guilherme Bellintani, revelou nesta terça-feira que o volante não está nos planos.

"Ser presidente do Bahia é um cargo muito difícil. A gente tem que tomar decisões que não cabem meio termo. Quando tivemos oportunidade de rescindir com Fernandão, quando vendemos Flávio ou trouxemos Elias. A gente agora tem o desligamento de Jadson para a recomposição do elenco. Podemos ter outros desligamentos e estamos conversando, sem querer fazer de qualquer jogador o responsável pela crise", declarou Bellintani, em entrevista ao aplicativo oficial do clube.

Cruzeiro

Em entrevista ao Superesportes no dia 29 de setembro, o técnico Ney Franco disse que o clube pode buscar um volante no mercado para substituir Jean, com edema ósseo no joelho esquerdo.

“Tivemos a lesão do Jean. Ele fez dois jogos comigo, foi muito bem, mas teve um problema agora de joelho. Me parece que é mais grave. Se realmente a gente perder o Jean para o resto da competição, é uma posição, que é primeiro volante, que precisamos”, disse. 

“É uma posição, principalmente se a gente perder o Jean, que a gente precisa ir ao mercado e achar mais um jogador, que venha, coloque a camisa e lute pela posição com os outros volantes que temos”, complementou.

O problema é que o Cruzeiro continua impedido de registrar reforços pela Fifa. O motivo é uma dívida de 1.159.786,31 euros (R$ 7,5 milhões) com o Zorya, da Ucrânia, pela aquisição dos direitos econômicos do atacante Willian, em julho de 2014. Assim, a reintegração de Jadson seria alternativa, pois o meio-campista tem os direitos federativos ligados à Raposa.

Caso seja aproveitado pelo Cruzeiro, Jadson se encaixa dentro do teto salarial de R$ 150 mil estabelecido pela diretoria na Série B do Campeonato Brasileiro. Outros jogadores tiveram de repactuar a remuneração, com o goleiro Fábio, dos zagueiros Léo e Manoel, dos volantes Ariel Cabral e Henrique, do meia Marquinhos Gabriel e do atacante Sassá.

Tags: mercado jadson serieb cruzeiroec interiormg seriea bahiaba mercadobola