Cruzeiro

CRUZEIRO

Denílson tem chegada a BH prevista para esta quinta para fazer exames e assinar contrato

Volante foi emprestado pelo Al Wahda, dos Emirados Árabes, até dezembro

postado em 21/07/2016 10:45 / atualizado em 21/07/2016 11:06

REPRODUÇÃO
O desembarque do volante Denílson está previsto para esta quinta-feira no Aeroporto de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O jogador, que pertence ao Al Wahda, dos Emirados Árabes, seguirá direto para a Toca da Raposa, onde fará exames médicos e testes físicos antes de assinar contrato por empréstimo até dezembro.

A negociação foi concretizada no último dia do fechamento da janela de transferências internacionais para o futebol brasileiro. Denílson, que jogou pela última vez em 8 de maio – vitória do Al Wahda sobre o Baniyas por 3 a 0, pelo Campeonato Emiradense de Futebol –, estava em recuperação de uma cirurgia no joelho em São Paulo até o dia 13 de julho, quando retornou aos Emirados Árabes.

Denílson postou um vídeo no Twitter, no dia 8 de junho, do processo de recuperação da operação. Na gravação, ele já estava fazendo a transição da fisioterapia para a preparação física. Como estava voltando das férias, o jogador precisará de alguns dias para apurar a forma física.



Trajetória

Com grande potencial, Denílson surgiu no São Paulo e logo encantou treinadores e olheiros. Ele foi capitão das Seleções de base desde o Sub-15. Coroou sua passagem entre os garotos com o título Sul-Americano Sub-17, na Venezuela. O Brasil venceu o quadrangular final, com Uruguai, Equador e Colômbia.

Depois de poucas atuações no profissional do São Paulo - participou do elenco campeão mundial em 2005 -, foi vendido ao Arsenal por 3,5 milhões de libras. Chegou ainda muito jovem, perfil preferido das contratações do time de Arsene Wenger: atletas com potencial de crescimento, com retorno técnico e financeiro.

Denílson ficou no Arsenal por cinco temporadas. Chegou a ser titular e ganhou muitos minutos em campo, sobretudo nas temporadas 2008/2009 e 2009/2010. Taticamente, formou a primeira linha de marcação com Song, protegendo os meias Fabregas, Nasri e Arshavin.

Sua passagem pelo Arsenal, contudo, ficou marcada pela ausência de títulos. O clube londrino não venceu nenhum campeonato oficial – levou duas Emirates Cup, torneio amistoso promovido pelo próprio Arsenal durante a pré-temporada. Foram duas finais de Copa da Inglaterra, mas duas derrrotas: para o Chelsea, em 2007, e para o Birmingham, em 2011. Parte da torcida o rotulou de azarado. Com o surgimento de Jack Wilshere e por causa de algumas lesões, Denílson perdeu espaço no Arsenal.

Quando voltou ao futebol brasileiro, tratou de espantar a seca. Foi titular do São Paulo campeão da Copa Sul-Americana de 2012. O técnico Ney Franco, na ocasião, fez muitos elogios a Denílson: “É jogador raro no Brasil, com capacidade para desarmar e sair com qualidade”, afirmou Ney Franco, em 2013.

Depois do São Paulo, foi vendido ao Al Wahda. Na última temporada (2015/2016), Denílson atuou em 29 partidas pelo clube árabe e marcou dois gols. Sua chegada à Toca da Raposa II se deve principalmente à ausência de Lucas Romero, a serviço da Seleção Argentina na Olimpíada do Rio de Janeiro.

Tags: chegada volante cruzeiro denílson Belo Horizonte