Cruzeiro

CRUZEIRO

Mano lamenta nova derrota em jogo que Cruzeiro criou muitas chances: 'Detalhes estão escapando'

Barcos chegou a desperdiçar uma cobrança de pênalti contra o São Paulo

postado em 29/07/2018 18:46 / atualizado em 30/07/2018 14:21

Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press
O enredo da derrota do Cruzeiro por 2 a 0 para o São Paulo, neste domingo, no Mineirão, foi muito parecido com o do revés do meio de semana, pelo mesmo placar, mas para o Corinthians, em Itaquera. Enquanto o adversário criou pouco e mostrou eficiência nas finalizações, a Raposa teve as oportunidades, mas desperdiçou todas elas. Na entrevista coletiva depois do duelo, Mano Menezes analisou esse número de falhas ofensivas e lamentou os detalhes que estão escapando e impedindo o time de somar três pontos no Brasileirão.

“Perdemos um jogo que o adversário chutou duas bolas no nosso gol. Criamos oportunidades para não perder o jogo. Tivemos três ou quatro bolas passando na pequena área, em pé de jogadores que não costumam errar. Hoje a bola não entrou. Nem na penalidade máxima, que era um momento excecional nosso no jogo (O Cruzeiro perdia por 1 a 0). A pressão, com volume, com dificuldade na criação, mas na garra, com apoio da torcida. Era a hora de empatar e deixamos escapar. E depois, em outro contra-ataque, tomamos outro gol. Essas coisas acontecem, precisamos ter calma, baseado no conhecimento que temos. Saber analisar bem. Detalhes estão escapando e não podem escapar. Por isso que o adversário está sendo mais feliz que a gente, como foi nos últimos dois jogos”, avaliou o treinador.

Neste domingo, além do pênalti desperdiçado por Barcos, o Cruzeiro teve pelo menos três oportunidades na cara do gol. Na primeira etapa, Edilson cobrou falta com veneno, e Mancuello pegou a sobra dada por Sidão, dentro da área, para acertar o último passe. O argentino acabou errando. Já no tempo final, Arrascaeta pôde finalizar aos 8' e aos 20', mas não conseguiu balançar as redes. Perguntado sobre como isso poderia ser corrigido, Mano Menezes explicou.

“(Temos que ter) Tranquilidade, colocar as coisas no lugar. Se a equipe não estivesse criando, o problema seria na estruturação, na construção daquilo que se pensa em termos de tática para cada jogo. Mas está criando. Perdeu gols incríveis contra o Corinthians, hoje de novo, gol de penalidade máxima, mas não sou aqueles que acham que é tão simples assim. Quando essas coisas acontecem, elas têm explicações, provavelmente não são as que as pessoas querem ouvir, porque dirigem individualmente para esse ou aquele e futebol não é individual. É coletivo”, analisou.

Com a segunda derrota consecutiva na Série A (na última rodada a equipe também perdeu por 2 a 0 para o Corinthians), o Cruzeiro caiu duas posições na tabela. Agora é o 8º colocado, com 24 pontos. O próximo compromisso da temporada é pela Copa do Brasil. O time celeste visita o Santos na Vila Belmiro, na quarta-feira, às 19h30, no jogo de ida das quartas de final do torneio nacional. A equipe volta a atuar pela Série A no domingo, às 16h, contra o Vitória, em Salvador. 

Tags: Mano Menezes cruzeiro interiormg