Cruzeiro

CRUZEIRO

Barcos, do Cruzeiro, explica chance perdida: 'Não esperava a bola'; Mano comenta erro

Atacante argentino marcou apenas um gol em 11 jogos pelo Cruzeiro

postado em 30/08/2018 01:06 / atualizado em 30/08/2018 14:56

ALEXANDRE GUZANSHE / EM DA PRESS

Barcos é titular absoluto do técnico Mano Menezes no Cruzeiro, mas não vive grande fase. Em 11 jogos com a camisa estrelada, ele marcou apenas um gol. O momento ruim do centroavante ficou explícito nesta quarta-feira, quando ele perdeu uma chance incrível de marcar contra o Flamengo. O jogador argentino disse que não esperava a bola.

O lance ocorreu no 1º tempo. Arrascaeta e Robinho trocaram passes na direita. Robinho cruzou. Mesmo desmarcado, Barcos se atrapalhou para finalizar. Bateu de tornozelo na bola, que saiu. No fim, o gol não fez falta, porque o Cruzeiro, apesar da derrota por 1 a 0, avançou para as quartas de final. No jogo de ida, a Raposa venceu por 2 a 0, no Maracanã.

“Normalmente é fácil, mas sinceramente não esperava a bola, me surpreendi e chutei. Chutei errado, mas acontece. O mais importante é que o Cruzeiro classificou, está nas quartas de final da Copa Libertadores. Vou continuar trabalhando, sei que tenho muito para dar. Na minha vida nada foi fácil, não vai ser agora que vai ser. Tenho que seguir trabalhando, tenho um grande grupo atrás que está me apoiando para sair deste momento ruim”, disse o centroavante.

Avaliação do técnico Mano Menezes

Mano Menezes disse que o gol perdido pelo atacante Barcos “não tem explicação”. O treinador afirmou que é preciso dar tranquilidade ao centroavante para que ele volte a jogar bem. Mano aproveitou para revelar que demorou até o último momento para decidir entre Barcos e Raniel no ataque.

“Só faltou o pé entrar bem na bola para fazer o gol. A bola foi bem colocada pelo Robinho. E tem certas coisas que não há explicação, muito menos para um goleador do porte do Barcos. Já vi pior, já vi o centroavante tirar o gol. E essas coisas meio que são inexplicáveis. O que resta nestas horas? Dar tranquilidade, trabalhar, treinar, o treinador ter coerência nisso, não expor em determinados momento, tirar um pouco, sentar na cadeirinha de pensar, ver o que está fazendo de errado. E a gente tem que trabalhar com a transparência que a gente trabalhou aqui, e que eu trabalho com eles. O que vale para um, vale para todo mundo. E a gente tenta tomar decisões importantes, como hoje levei até o ultimo momento para decidir quem iria iniciar. Uma decisão errada pode significar uma eliminação, então temos que ter coerência”, disse o treinador.

Tags: erro falha chances libertadores2018 barcos