Cruzeiro

CRUZEIRO

Diretoria confirma salários atrasados no Cruzeiro, fala de reforços e reafirma apoio a Rogério Ceni

Segundo Djian, parte dos vencimentos de julho ainda não foi quitada. Dirigente afastou qualquer risco de demissão do atual treinador

postado em 08/09/2019 14:49 / atualizado em 08/09/2019 15:35

<i>(Foto: Renan Damasceno/EM/D.A. Press)</i>
O diretor de futebol do Cruzeiro, Marcelo Djian, confirmou que parte dos salários dos jogadores está atrasada, mas que a diretoria está trabalhando para regularizar a situação. A declaração foi dada neste domingo, no Independência, depois da goleada sofrida pela Raposa para o Grêmio por 4 a 1, pela 18ª rodada do Campeonto Brasileiro.

"Tem uma parte de julho que está atrasada e agosto, que venceu sexta-feira última e estamos trabalhando para regularizar isso o mais rápido possível", afirmou o dirigente. Pouco antes, quando foi questionado sobre o atraso, o goleiro Fábio não respondeu e sugeriu aos jornalistas que a pergunta deveria ser feita à diretoria do clube.

Djian também afirmou que o Cruzeiro respalda o trabalho de Rogério Ceni. O técnico concedeu uma dura entrevista após o revés. 

Ceni falou que se sente envergonhado pela forma como o Cruzeiro foi eliminado da Copa do Brasil, ao perder por 3 a 0 para o Internacional, no Beira Rio, e pela forma como o Grêmio construiu sua vitória neste domingo. "Vamos ter que mudar, senão não faz sentido eu ficar aqui e muito menos aparecer aqui para dar entrevista. Se for para ficar no Cruzeiro, continuar no Cruzeiro, eu preciso fazer algo diferente”, desabafou Ceni.

Djian, por sua vez, garantiu a permanência do treinador e todo o apoio ao trabalho. "Ele tem nosso respaldo. Nós contratamos ele e o objetivo maior era tirar o time dessa zona perto do rebaixamento e a Copa do Brasil sabíamos que era possível, mas difícil já que tínhamos perdido jogo em casa para o Internacional. Mas ele tem nosso respaldo e no próximo jogo contra o Palmeiras conseguir bom resultado".

"Não existe risco nenhum (de demissão). É normal a decepção dele, já que os três primeiros jogos dele já tivemos sete pontos. Na última quarta-feira, fomos desclassificados. E, agora, jogando em casa, até mesmo pelos resultados de ontem, acredito que uma vitória deixaria a gente embolado, com 21 pontos. Jogando em casa, independentemente da equipe que for, existe sempre essa decepção", completou.


Contratações

Djian afirmou que o grupo dificilmente deve mudar até o fim do ano. Neste domingo, o atacante Ezequiel, contratado ao Botafogo, estreou no segundo tempo. "Para ser sincero, não deve chegar muita gente. Só se for uma contratação bem pontual. A princípio o grupo que está aqui é que vai até o final do ano e, até mesmo, pelas condições financeiras do clube".


 
Com o resultado, o Cruzeiro permanece com 18 pontos, na 16ª colocação do Brasileiro – a primeira fora da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, a Raposa enfrenta o Palmeiras, do ex-treinador Masno Menezes, sábado (14), às 19h.

Tags: cruzeiro gremio brasileiro