Cruzeiro

CRUZEIRO

'Vejo o Dodô mais como volante do que como lateral', diz Ceni, técnico do Cruzeiro

Segundo o treinador, o atleta não tem a velocidade típica dos laterais como característica, mas sim o jogo cadenciado pelo centro do campo

postado em 23/09/2019 08:00 / atualizado em 23/09/2019 08:19

<i>(Foto: Alexandre Guzanhe/EM/D.A Press))</i>

Após um excelente ano no Santos, Dodô chegou ao Cruzeiro no começo desta temporada para concorrer com Egídio pela lateral-esquerda. No entanto, para o técnico Rogério Ceni, o camisa 16 tem características para atuar como volante. Por isso, a partir de agora, o jogador passa a disputar uma vaga no meio-campo.

"Vejo o Dodô mais como volante do que lateral nos dias de hoje. Acho que ele pode ter mais sucesso no meio do que sendo um jogador que 'vai e volta', como o Egídio ou o Rafael Santos. Não é característica dele a velocidade, e sim um jogo cadenciado pelo meio", frisou o comandante.

No revés por 2 a 1 para o Flamengo, pela 20° rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, Dodô entrou em campo aos 19 minutos do segundo tempo. Ele entrou no lugar do volante Éderson, lado de Henrique e Robinho, atuou na faixa central do gramado.

Ao comentar a opção pela entrada de Dodô no meio, Ceni não classificou a mudança como um improviso. "É um jogador que está acostumado a fazer essa função. Ele e Robinho foram treinados e vão jogar, ou lado a lado, ou em um tripé de volantes. Por isso não considero o Dodô no meio-campo como uma improvisação".

A titularidade do jovem Rafael Santos na lateral celeste contra o Palmeiras é prova da convicção de Ceni sobre a função de Dodô na equipe. Na derrota por 1 a 0 para os paulistas, mesmo tendo ele e Egídio disponíveis, o treinador optou pelo garoto das categorias de base.

Trajetória com Ceni

O treinador utilizou Dodô como meio-campista em seu primeiro jogo, o triunfo por 2 a 0 contra Santos. No entanto, a expulsão de Gustavo Henrique, nos momentos iniciais da partida, alterou o panorama do confronto. Ceni, então, sacou Egídio, promoveu a entrada de Fred e deslocou o ex-santista para a posição de origem.

Depois, Dodô atuou no empate por 1 a 1 contra o CSA e, também, nos jogos contra Internacional e Grêmio — derrotas por 3 a 0 e 4 a 1, por Copa do Brasil e Série A, respectivamente. Nas três partidas, ele foi ala pela esquerda.

Estatísticas

Aos 27 anos, Dodô está emprestado pela Sampdoria-ITA até o fim deste ano, com obrigação de compra. Pelo Cruzeiro, somando, também, a passagem de Mano Menezes, ele disputou 22 partidas — duas na Libertadores, quatro no Campeonato Mineiro, quatro na Copa do Brasil e 12 no Brasileiro.

O jogador balançou as redes apenas uma vez na temporada. Foi na goleada por 4 a 0 sobre o Huracán-ARG, ainda na fase de grupos da competição continental.

Tags: rogerio ceni cruzeiroec seriea futnacional dodo egidio