Cruzeiro

CRUZEIRO

Presidente do Cruzeiro marca Assembleia para o mesmo dia de reunião do Conselho que votará seu afastamento

Wagner Pires de Sá tenta esvaziar encontro convocado por Zezé Perrella

postado em 04/10/2019 11:08 / atualizado em 04/10/2019 14:24

<i>(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)</i>

O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, busca alternativas para evitar o seu possível afastamento em votação do Conselho.

Prova disso é que o mandatário celeste convocou Reunião da Assembleia Geral Extraordinária para o mesmo dia (21 de outubro) e horário (19h) do encontro agendado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrella, que irá deliberar sobre o futuro de Wagner no comando do clube.

A informação, adiantada pelo Hoje em Dia, foi confirmada pelo Superesportes com a diretoria celeste.

A oposição contesta a Reunião da Assembleia Geral Extraordinária. Por meio de sua assessoria de imprensa, o Cruzeiro afirmou à reportagem que "tudo foi feito com sustenção do departamento jurídico, que está atento a todas as movimentações".

Wagner Pires de Sá, Itair Machado (vice de futebol) e Sérgio Nonato (diretor-geral) tentam esvaziar a reunião marcada por Perrella. Eles não descartam entrar na Justiça para evitar a votação do afastamento do presidente.

Segundo edital publicado no jornal Estado de Minas, a reunião de Wagner Pires de Sá ocorrerá no Parque Esportivo do Barro Preto e tratará das seguintes pautas:

  • 1 - Prestar esclarecimentos e informações gerais sobre o Cruzeiro Esporte Clube, pela diretoria eleita no triênio 2018/2020;
  • 2 - Deliberar sobre a eventual instauração de procedimento e apuração de responsabilidade dos dirigentes eleitos, na forma do §3º do art.36 da Lei 13.155/2019, após fixada a suposta infração objetivamente prevista no art. 25 da Lei 13.155/2019, que será objetivo de ampla defesa e contraditório;
  • 3 - Em caso de deliberada a instauração de procedimento, decidir sobre os procedimentos e competências que lhe serão aplicados, a forma de processamento, julgamento e quorum de deliberação do afastamento previsto no art. 30 inciso III do Estatuto, observado o direito de defesa e contraditório;
  • 4 -Consolidação do entendimento acerca da inexistência de impedimento de contratação de pessoa jurídica, na qual figurem como sócios ou acionistas membros do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube.

Votação de afastamento


O presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, Zezé Perrella, convocou reunião extraordinária para o dia 21, às 19h, no Dayrell Hotel e Centro de Convenções, na qual serão votados os afastamentos do presidente Wagner Pires de Sá e de seus vice eleitos, Hermínio Lemos e Ronaldo Granata, e a instauração de um Comitê Gestor para administrar o clube de forma imediata.

Para conseguir afastar Wagner Pires de Sá, o grupo de oposição do Cruzeiro precisará da metade mais um dos votos do Conselho Deliberativo.

Administração questionada


Wagner Pires de Sá recebeu, na tarde de quinta-feira, uma representação relatando fatos que levaram Zezé Perrella a convocar reunião extraordinária para votar seu afastamento. Wagner terá prazo para enviar sua defesa por escrito.

"Os fatos que levaram os conselheiros a apresentarem esta representação são públicos e tem repercutido de forma ampla na imprensa nacional e internacional, colocando na lama o nome do Cruzeiro Esporte Clube, uma das instituições esportivas mais respeitadas no mundo", diz trecho do documento. 

"A gestão do presidente Wagner Pires de Sá, até o momento, é marcada por graves atos de gestão fraudulenta e temerária, que abaixo se expõe, sendo objeto de melhor análise mais adiante, como: I - infrações ao Código de Ética do clube; II - Irresponsabilidade na gestão do ativo financeiro do clube, com diversas festas que trouxeram prejuízo ao clube; III - Renúncia de receita com ingressos mediante concessão de forma gratuita; IV - Inobservância e descumprimento das regras de integridade do Código de Conduta do Clube; V - Ausência de transparência e probidade na gestão do clube; VI - Responsabilização por contratos superfaturados; VI - Violação do Art 25 da Lei do Profut", complementa. 

Entre os principais fatos listados pelos conselheiros, estão: 'Antecipação de receitas', 'Manobra contábil na venda de Arrascaeta', 'Oferecimento de vantagens e benefícios a outrem', 'Desvio de finalidade na concessão de ingressos', 'Ética e transparência nas negociações de atletas'.

Tags: assembleia perrella wagner convocada cruzeiro reunião