Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro desmente Thiago Neves, diz que 'jamais' pediu para meia atuar contra o Palmeiras e revela ausência em tratamento

Diretor de comunicação do clube rebateu declarações do camisa 10

postado em 09/12/2019 18:07 / atualizado em 09/12/2019 18:44

(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Horas depois da entrevista de Thiago Neves, o Cruzeiro rebateu, de forma incisiva, as declarações de seu meio-campista. Ao Superesportes, o diretor de comunicação do clube, Valdir Barbosa, afirmou que o diretor de futebol, Marcelo Djian, ‘jamais’ ligou para o camisa 10 - que está afastado desde o último dia 2 - para convidá-lo para atuar na partida diante do Palmeiras, nesse domingo, quando a Raposa foi derrotada por 2 a 0 e rebaixada para Série B do Brasileiro.

O Marcelo Djian disse que nunca conversou com o Thiago Neves a respeito deste assunto. O que houve, no fim de semana, no sábado à tarde, é que o procurador do Thiago, Leandrinho (Leandro Lima), ligou para o Marcelo colocando-se à disposição para jogar no domingo. Ele não havia treinado, estava sem uma liberação médico. Além disso, o Zezé Perrella já havia dito que ele não vestiria mais a camisa do Cruzeiro”, disse.

“Estranha-se também porque ele diz que jogaria e, na mesma entrevista, ele diz que estava no Rio de Janeiro. Viajou sem autorização. Se fosse chamado, pegaria um voo e chegaria em Belo Horizonte às 11h. Será que seria de domingo? O Cruzeiro colocaria em campo, desrespeitando totalmente os jogadores que treinaram, concentraram e se prepararam para o jogo? O Cruzeiro jamais ligou para o Thiago Neves pedindo que ele jogasse no domingo”, questionou. 

Valdir Barbosa ainda revelou que Thiago Neves não teria condições de atuar contra o Palmeiras porque, diferentemente do que o meia afirmou, não fez um treino sequer na semana que antecedeu o jogo no Mineirão. "Eu conversei com o Sérgio Campolina (chefe do departamento médico) e ele me afirmou que os exames do Thiago apontaram a lesão na coxa. Ele fez tratamento até sexta-feira e, no sábado, que ele faria mais tratamento e seria avaliado, ele não apareceu na Toca da Raposa e nem deu explicações da ausência", revelou.

"Nesta entrevista, ele disse que treinou a semana inteira. Não é verdade. Desde sua contusão (30 de novembro), ele ficou o tempo todo no departamento médico", garantiu o diretor de comunicação do Cruzeiro.

No início da tarde, em entrevista à FoxSports, Thiago Neves afirmou que recebeu uma ligação de Djian e que toparia defender o Cruzeiro no Mineirão

“Acho que não foi nem o Zezé que ligou. Foi o Marcelo Djian. E a mentira é que eu (não) topei jogar. Eu ia jogar, tinha treinado a semana inteira, eu falei que ia jogar. Aí ele ficou de me ligar mais tarde para dar a resposta, que ia ver com os jogadores, ia ver com o Zezé, não sei. E acabaram que não ligaram. Mas eu estava pronto para jogar, eu estava no Rio, mas a qualquer momento viajava e me apresentava 10h, 11h, o horário que eles quisessem no domingo. Mas eu queria jogar domingo sim”, disse Neves ao canal Fox Sports.

Entenda o caso

Thiago Neves está afastado dos treinos do Cruzeiro desde 2 de dezembro, um dia após vazar nas redes sociais vídeos de sua presença em um show do cantor Thiaguinho, no Mineirão. O camisa 10 se recupera de um edema na coxa esquerda.

O Cruzeiro não deseja a permanência de Thiago Neves para 2020, mas também não está disposto a pagar os valores de uma rescisão de contrato unilateral. Até por isso, as negociações não serão simples.

Gestor de futebol da Raposa, Zezé Perrella afirmou, no vídeo em que anunciou o afastamento do meia, que torce para ele que ele encontre logo um novo destino. “Vestir a camisa do Cruzeiro, pelo menos enquanto eu aqui estiver, ele não veste mais”, disse Perrella na ocasião.

Horas depois da divulgação do vídeo, Thiago Neves se manifestou por suas redes sociais e disse que estava sendo exposto pela diretoria celeste. “Que Deus perdoe essas pessoas”, disse. Seu empresário também mostrou descontentamento com a diretoria celeste. 

Thiago Neves tem contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2020. Nesse domingo, antes do rebaixamento do Cruzeiro, o Fluminense divulgou nota em que desmente qualquer negociação com o meia e com o atacante Fred, ambos do clube celeste. Mais cedo, o site Netflu noticiou que os dois atletas, com passagens pelas Laranjeiras, negociavam para receber, no Rio de Janeiro, salários de R$ 500 mil. 


 

Tags: Cruzeiro interiormg seriea futnacional