Cruzeiro

CRUZEIRO

Rodriguinho brinca e diz que Edilson o colocou em 'barca furada' no Cruzeiro

Meia disse que recebeu ligações do lateral-direito para assinar com o clube celeste

postado em 06/06/2020 10:10 / atualizado em 06/06/2020 10:23

(Foto: EM/D.A Press)

O meia Rodriguinho, que pertence ao Bahia, revelou que o lateral-direito Edilson ligou várias vezes para convencê-lo a assinar com o Cruzeiro no ano passado. O armador disse que brinca com o ex-companheiro ao afirmar que foi colocado em uma ‘barca furada’.

“O Edilson me ligou bastante para eu vir para o Cruzeiro. Ele falava que aqui era maravilhoso, bom demais e tal. Eu fui animadão. Até hoje eu brinco com ele e falo: ‘poxa, Ed, você é meu amigo e me colocou numa barca furada’”, disse Rodriguinho, em entrevista à ESPN.

Rodriguinho também revelou ofertas para fechar com Cruzeiro, Flamengo e Palmeiras em 2019. Ele explicou o motivo da escolha pelo clube celeste. O meia, no entanto, comparou a passagem pela Raposa como um ‘Kinder Ovo’.

“Não tinha como imaginar o que ia acontecer. Tinham três clubes que poderiam me trazer do Egito: Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras. O Flamengo a gente chegou perto de um acerto, mas acabaram fechando com o Arrascaeta. O Palmeiras seria difícil pela minha história com o Corinthians, então o Cruzeiro apareceu como uma ótima opção. Daí eu abracei a ideia. O Cruzeiro seria a melhor opção. A gente só não saberia que teria uma surpresinha no final igual Kinder Ovo”, completou.

Na mesma entrevista, Rodriguinho falou sobre o cenário caótico vivido pelo Cruzeiro em 2019. O meia disse que alguns jogadores não aceitavam ficar no banco de reservas e desrespeitavam o treinador. Ele não citou nomes.

“Foi se desenhando um cenário caótico. E aquilo ali se refletiu dentro de campo. E muito forte porque estava todo mundo abalado com as coisas que estavam acontecendo. Daqui a pouco começou a ter problema de treinador, problema de jogador com jogador, problema de jogador com treinador... virou uma bagunça! Jogador não aceitava ficar no banco, jogava colete e saía do treino, não ia para a viagem... Virou terra de ninguém! E isso foi cada vez piorando mais”, contou.

Embora não tenha revelado os nomes, o ápice da crise no Cruzeiro em 2019 ocorreu quando jogadores mais experientes, como Thiago Neves, Dedé e Edilson, se desentenderam com o técnico Rogério Ceni, que seria demitido por não ter o apoio da cúpula do futebol. Rodriguinho culpa a diretoria pelo péssimo momento do Cruzeiro no ano passado. O clube era presidido por Wagner Pires de Sá, com Itair Machado como chefe do futebol e Sérgio Nonato na direção-geral.

“Esse ambiente ruim veio a partir da diretoria. O Mano saiu antes de explodir toda a bomba. Ele já tinha três anos de clube, já estava há muito tempo com os caras... Ficou desgastado e saiu. Mas sem problema nenhum, saiu numa boa, cabeça erguida, falou com todo mundo. Quando chegou o Rogério, ele teve um grande problema com vários atletas que estavam lá. Começou a piorar a situação. Mais essa coisa da diretoria, salário começou a atrasar, funcionário começou a reclamar, jogador começou a reclamar de treinador e diretoria...”, disse Rodriguinho.

O meia deixou o Cruzeiro em fevereiro deste ano e acertou com o Bahia até o fim de 2021. Ele foi contratado em janeiro de 2019 junto ao Pyramids, do Egito, e assinou por três temporadas. Na oportunidade, o clube divulgou que fez um investimento de US$ 4 milhões (R$ 15 milhões, na cotação daquela época). Neste ano, o Conselho Gestor revelou que os números chegam a 7 milhões de dólares (cerca de R$ 30 milhões atuais).

Em 2019, Rodriguinho disputou 20 jogos pelo Cruzeiro e marcou oito gols - quatro no Campeonato Mineiro, três na Copa Libertadores e um no Campeonato Brasileiro. Ele ficou fora da equipe no segundo semestre por causa de problemas de hérnia na região lombar.

Nesta temporada, Rodriguinho entrou em campo nas duas partidas realizadas pelo Cruzeiro, contra Villa Nova e Boa Esporte, ambas pelo Estadual, sempre como titular.

Edilson, que foi um dos responsáveis por convencer Rodriguinho a assinar com o Cruzeiro, teve o contrato rescindido pelo clube celeste nessa sexta-feira.

Tags: cruzeiro rodriguinho edilson interiormg