Cruzeiro

CRUZEIRO

Departamento de futebol inchado? Presidente do Cruzeiro diz que não fará mudanças na pasta

Clube tem pelo menos cinco profissionais com altos salários que estão na administração do futebol

postado em 14/09/2020 12:20 / atualizado em 14/09/2020 15:03

(Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro)
O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, não vê 'inchaço' de funcionários e garante que manterá o departamento de futebol do clube como está. A afirmação foi feita em live no canal do clube no Youtube na última sexta-feira.

Sem contar os membros da comissão técnica, o Cruzeiro tem pelo menos cinco profissionais com altos salários que trabalham no departamento de futebol: André Argolo, diretor executivo de esportes; Ricardo Drubscky, diretor de futebol; Deivid, diretor  técnico de futebol; Pedro Moreira, gerente de futebol; e Benecy Queiroz, supervisor administrativo.

Na defesa da manutenção de todos esses funcionários, Sérgio alegou que cada um deles tem um trabalho específico. "Não pretendemos reduzir porque cada um tem a sua função. Você tem supervisão, gerência, gestão técnica e direção de futebol. São coisas distintas. É um modelo que diversos clubes no Brasil têm, inclusive na Europa. Desde que cada um cumpra sua função específica, que é o que está acontecendo agora, eu acho que são coisas absolutamente normais de ocorrerem", disse. 

O presidente ainda argumentou que em outros momentos o Cruzeiro era organizado com uma estrutura parecida. Ele citou o período no qual trabalhou com Bruno Vicintin no futebol da Raposa (entre agosto de 2015 e o fim de 2016). Entretanto, esqueceu de explicar que alguns profissionais, como o próprio Vicintin, não recebiam salário, ao contrário do que ocorre hoje.  

"É uma estrutura que existia no Cruzeiro desde sempre. Se você pegar desde a gestão que eu participei, lá em 2015 e 2016, por exemplo, só para citar aqui por alto, a gente tinha Pedro Moreira, Benecy, Thiago Scuro, Vicintin. E somos cinco da mesma forma. Então, não vejo que há tanta diferença daquela época para agora", destacou.

Nas redes sociais, há muita cobrança de parte da torcida pelo número elevado de profissionais na pasta. A 'bronca' maior é em relação ao supervisor administrativo Benecy Queiroz, que participou ativamente da gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá.

Tags: futebol clube departamento cruzeiroec