Cruzeiro

CRUZEIRO

Conceição elogia atuação do Cruzeiro e diz que América não mereceu vitória

Para o treinador, time celeste foi superior no clássico deste domingo

postado em 02/05/2021 19:46 / atualizado em 03/05/2021 09:32

(Foto: Reprodução/YouTube/Cruzeiro)
O técnico Felipe Conceição ficou satisfeito com o desempenho do Cruzeiro no clássico contra o América, neste domingo, no Mineirão, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. Para ele, a vitória de virada do adversário por 2 a 1 não foi justa, visto que o time celeste dominou grande parte das ações e poderia ter ampliado o placar quando ganhava por 1 a 0.


“Acho que a equipe se portou muito bem na maior parte do jogo. Um jogo desse nível é decidido em detalhes, e a gente poderia até ter saído com uma vitória maior se aquele gol não fosse retirado - e retirado com razão, porque o Barbosa estava impedido. Mas fizemos um bom jogo, tivemos um bom desempenho e estamos vivos. São dois jogos, vamos continuar o próximo jogo buscando o mesmo empenho, ajustar algumas coisas e aprender com alguns erros que tivemos. Mas fizemos uma excelente partida em questão de desempenho. Lógico que a derrota incomoda, mas estamos vivos dentro da semifinal. Vamos buscar a vitória no próximo jogo”, analisou.

“O América não mereceu a vitória no dia de hoje. Nós sim merecemos. É isso que fica para a gente em termos de confiança e trabalho. É só comparar o primeiro jogo que fizemos contra eles este ano e o de agora. Demonstra que estamos no caminho certo e que a evolução é muito maior que a dos adversários. Isso com certeza vai nos dar resultados positivos na temporada. Estou satisfeito com o desempenho e incomodado com a derrota. Mas sei também que é um jogo de futebol e isso acontece. Vamos trabalhar para sairmos vitoriosos na próxima partida e com a classificação”, complementou.

Nos dez primeiros minutos, o Cruzeiro forçou o América a dar chutão na saída de bola e trocou passes com tranquilidade em seu campo. Com mais de 60% de posse, a equipe celeste abriu o placar aos 37 minutos, em finalização de Rafael Sobis após assistência de Bruno José. O lance precisou ser conferido pelo VAR, já que o assistente número dois, Marcus Vinícius Gomes, assinalou impedimento. Na etapa final, Airton chegou a fazer 2 a 0, porém o árbitro de vídeo entrou novamente em ação e anulou corretamente o lance ao identificar a posição adiantada do volante Matheus Barbosa.


O América também teve boas oportunidades no duelo. O goleiro Fábio fez duas defesas difíceis no primeiro tempo, enquanto o atacante Rodolfo acertou o travessão no começo da etapa final. Em busca da virada, o técnico Lisca recorreu ao banco de reservas e colocou o meia Gustavo e os atacantes Leandro Carvalho, Ademir e Ribamar. As modificações surtiram efeito.

Dos pés de Carvalho saíram as assistências para os gols de Alê, de cabeça, aos 40, e Ademir, com o pé esquerdo, aos 44. O lance que garantiu o triunfo do Coelho nasceu de um bate-rebate na defesa do Cruzeiro. O América retomou a posse e fez o cruzamento em diagonal, com a bola passando um pouco acima da cabeça de Weverton e à frente de Ramon antes de chegar a Ademir. Apesar da frustração pela derrota, Conceição preferiu valorizar a produtividade do grupo em vez de especificar falhas.


“Não deu apagão. A gente buscou outro gol até o final. Aconteceram dois gols que vamos analisar os detalhes. Jogo desse nível é o tempo inteiro tenso. Poderia ter saído mais um gol a nosso favor, mas acabou saindo um do América e logo depois o outro. Acontece, vamos ajustar o que precisamos para não cometer os mesmos erros na próxima partida”, frisou.

“Fizemos um grande primeiro tempo e controlamos boa parte do jogo. Às vezes acontecem situações de uma bola alçada, que gera desatenção no fim da partida, situações que no futebol acontecem. Mas o desempenho me dá confiança de que estamos no caminho certo e vivos nesse mata-mata. Vamos em busca da classificação”, concluiu.

Para avançar à final do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro terá que ganhar do América por dois gols de diferença no próximo domingo, às 16h, no Independência. O Coelho pode até perder por um gol, já que alcançou campanha superior na primeira fase do estadual - 2º lugar, com 22 pontos. No outro mata-mata, o Atlético goleou o Tombense por 3 a 0, nesse sábado, no Horto.

Tags: clássico Cruzeiro americamg interiormg Mineirão