Goiás

CAMPEONATO BRASILEIRO

Jovens decidem, Atlético vence Goiás no Mineirão e ganha fôlego no Brasileiro

Marquinhos e Bruninho fizeram os gols que definiram triunfo nesta quarta

postado em 06/11/2019 21:58 / atualizado em 06/11/2019 22:35

<i>(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)</i>
Com o brilho de duas jovens promessas das categorias de base, o Atlético voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, no Mineirão, o Galo dominou o Goiás, pressionou durante boa parte do jogo e foi premiado com dois gols no segundo tempo. Os meia-atacantes Marquinhos, de 20 anos, e Bruninho, de 18, saíram do banco de reservas no intervalo para garantir o triunfo do Galo por 2 a 0.

Mais do que a vitória, que dá fôlego ao time na briga contra o rebaixamento, o Atlético voltou a jogar bem. Principalmente no primeiro tempo, o time alvinegro não deixou o Goiás respirar em campo. Foram 17 finalizações. Os gols, no entanto, só vieram na etapa final, com os garotos Marquinhos e Bruninho.

Com a vitória, o Atlético respira no Campeonato Brasileiro. O alvinegro sobe, ainda que momentaneamente, para a 11ª posição, com 39 pontos, e se afasta mais da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O Fluminense, 17º, tem 31 pontos. Já o Goiás permanece com 42 e deixa escapar a chance de encostar nas equipes do G6.

Na próxima rodada, o Atlético tem o clássico contra o Cruzeiro pela frente. O jogo será realizado no domingo, às 16h, no Mineirão. No sábado, às 17h, o Goiás recebe o Santos no Serra Dourada.

O jogo



O técnico Vagner Mancini optou pela experiência no Atlético para a partida contra o Goiás. Otero voltou ao time na vaga de Geuvânio. No meio, Elias e Cazares ganharam as vagas de Nathan e Terans. Apesar da grande expectativa após um bom jogo contra o Fortaleza, Marquinhos e Bruninho ficaram no banco de reservas.

Quando a bola rolou, o Atlético apático das últimas semanas saiu de cena e entrou em ação um time vibrante, brigando por todas as bolas e com uma incrível pressão na equipe goiana. O Galo abusou de perder chances, mas não deixou o time visitante ter qualquer contato com a bola perto da área de Cleiton.

O Galo finalizou 17 vezes no primeiro tempo. O Goiás não chutou. O placar, no entanto, não foi alterado na etapa inicial. Muito disso graças ao goleiro Tadeu. Ele fez, pelo menos, cinco grandes defesas, em chutes de Cazares, Luan, Franco Di Santo, Fábio Santos e Otero. Di Santo e Cazares, em finalizações perigosas, também quase abriram o placar.

Na reta final da primeira etapa, o Atlético diminuiu o ritmo. Depois de tanto correr, a equipe alvinegra se cansou e não conseguiu pressionar o Goiás no campo de defesa. 

No intervalo, Mancini resolveu apostar no jovem Marquinhos. Ele foi acionado para entrar na vaga de Elias. E não demorou muito para o garoto fazer a diferença. Aos 9', ele recebeu de Cazares, girou na entrada da área e finalizou cruzado, sem chances para Tadeu: 1 a 0. O camisa 50 se emocionou bastante. O meia-atacante marcou na primeira vez que jogou no Mineirão.



Depois do gol, o Atlético passou a controlar mais a posse de bola. O Goiás tentou agredir, mas não obteve muito sucesso. A chance mais clara veio em chute de Michael, que desviou na defesa. Cleiton espalmou para escanteio. Já o Galo obrigou Tadeu a fazer boas defesas em chutes seguidos de Marquinhos e Otero.

Na reta final da partida, o Atlético foi pressionado pelo Goiás, e Cleiton precisou intervir com bela defesa após finalização de Caio. No ataque, Bruninho, livre dentro da área, perdeu uma grande chance de ampliar o marcador. Pouco tempo depois, já aos 49 minutos, o jovem fez o gol após lançamento de Cleiton e falha de Rafael Vaz: 2 a 0. No fim das contas, vitória alvinegra e maior tranquilidade na tabela.


ATLÉTICO 2 X 0 GOIÁS

Atlético
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Zé Welison; Luan, Elias (Marquinhos, no intervalo), Cazares (Bruninho, aos 16/2°T) e Otero (David Terans, aos 43/2ºT); Di Santo
Técnico: Vagner Mancini

Goiás
Tadeu; Yago Rocha (Breno, aos 39/1°T), Lucão, Rafael Vaz e Jefferson; Gilberto (Kaio, aos 37/2°T), Léo Sena (Filipe Trindade, aos 27/2°T) e Thalles; Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia
Técnico: Ney Franco

Gols: Marquinhos, aos 9/2°T, e Bruninho, aos 49/2ºT
Cartões amarelos: Rafael Moura, aos 22/1°T; Leandro Barcia, aos 38/2°T

Público: 38.937 torcedores
Renda: R$ 230.750,00

Motivo: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: quarta-feira, 6 de novembro de 2019, às 20h

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (FIFA/SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Tags: galo marquinhos atleticomg futnacional goiasgo