Ponte Preta

SPORT

Sport pode ter até quatro titulares fora do jogo decisivo contra Ponte Preta

Apesar dos desfalques, Leão terá João Igor retornando e Leandrinho em processo de transição

postado em 18/11/2019 13:18 / atualizado em 18/11/2019 13:41

(Foto: Paulo Paiva/DP Foto)
Prestes a encarar o jogo mais importante do ano, o treinador do Sport, Guto Ferreira, pode ter dificuldades para armar a equipe contra a Ponte Preta. Depois de enfrentar o Vila Nova sem Rafael Thyere e ainda perder Adryelson durante o jogo, o time não deve contar com nenhum dos dois e ainda perder Willian Farias e Sander, suspensos.

Segundo o médico do Sport, Raul Lins, Thyere, com uma tendinite no tendão de Aquiles, e Pedro Carmona estão com dores e serão reavaliados antes do jogo para saber se terão condições de jogo até a quarta-feira. A ausência de Adryelson, porém, é certa. O zagueiro sentiu uma dor no púbis e o departamento médico do clube não terá tempo hábil para tratar. Além deles, Willian Farias e Sander tomaram o terceiro amarelo e não enfrentam a Ponte.

Por outro lado, o Sport pode contar com dois retornos. O volante João Igor já está reintegrado à equipe e está à disposição de Guto Ferreira para o jogo, sendo, inclusive, opção para a vaga de Willian Farias. Quem também pode retornar é o meia Leandrinho, que será liberado hoje para a etapa de transição e deve trabalhar com o grupo amanhã.

Raul também atualizou a situação dos três jogadores com lesão de longo prazo no elenco rubro-negro, Luan, Mailson e Hernane. O goleiro e o atacante já estão descartados para esta temporada, enquanto para o meia, sobre quem se falou uma possibilidade de retorno para as duas últimas rodadas da Série B, o cenário não é animador.

“Luan ainda sente uma dor e ele está fazendo um trabalho físico, mas ainda não teve contato com bola praticamente, não dá para liberar para o próximo sábado (30), eu acho improvável. Maílson tem um mês aproximadamente de lesão, precisa completar mais duas semanas de imobilização, que aí começa o período de recuperação propriamente dito (...) Hernane está de repouso relativo, daqui a uma semana, mais ou menos, ele deve ser liberado para começar a parte física, mas sem contato com bola, sem choque”.