MMA

TUF BRASIL 3

Auxiliar de Sonnen, Vinny Magalhães diz que produção do TUF provocou briga

Assistente não gostou da atitude de Wanderlei e reprovou 'covardia' de André Dida

postado em 14/04/2014 19:53 / atualizado em 14/04/2014 20:29

Redação /Superesportes

Reprodução

A polêmica em torno da briga entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen, incluindo a ação covarde de André Dida, assistente do brasileiro, chegou ao lado do time verde. Vinny Magalhães, parceiro do norte-americano no programa, deu sua versão para a briga e diz que tudo foi provocado pela produção do The Ultimate Fighter.

“O Wanderlei primeiro queria que o Sonnen pedisse desculpas no começo do programa, o que não aconteceu. Como a situação deu uma esfriada e como não estava acontecendo nada, a produção do programa queria algum drama. Alguns produtores falaram para o Wanderlei que o Chael estava falando mal dele e do nosso próprio time pelas costas, o que é uma completa mentira”, disse Vinny, em entrevista à Ag. Fight.

O ex-lutador do UFC disse que o objetivo de Wand era envergonhar Sonnen, mas o efeito foi contrário. “Se o Sonnen tivesse falado qualquer coisa, eles teriam no mínimo o áudio para mostrar e isso nunca aconteceu. O Wanderlei caiu nessa pilha e nesse negócio da produção instigar o cara, as coisas perderam o rumo e a porrada comeu de verdade. Ele queria envergonhar o Chael e envergonhou a si mesmo”, completou.

Críticas a Wand e Dida


Protagonistas ao lado de Sonnen na briga, Wanderlei Silva e André Dida não escaparam das críticas de Vinny. Para o assistente de Chael, o ‘Cachorro Louco’ poderia ter causado um problema para o esporte com a briga sendo mostrada na televisão.

“Acho um negócio meio vergonhoso. Tudo bem que o cara perdeu a cabeça e ficou de cabeça quente, mas um lutador profissional tem que ter controle. Foi total falta de controle, ainda mais sabendo que está cheio de câmeras em volta, vai passar na televisão e pode se tornar um problema para o esporte. Não tem justificativa”.

Vinny ainda mostrou reprovação com a atitude de André Dida que, ao invés de separar a briga, agrediu Sonnen pelas costas. “[Foi] Lamentável. A pior parte foi quando o Dida chegou no vestiário do Wanderlei com a camisa do Chael e falou: ‘Isso aqui vale ouro’. O Wanderlei cumprimentou o cara e deu os parabéns, algo completamente desnecessário. O Dida foi o primeiro cara a chegar e deveria separar, mas ao invés disso, ele entrou para bater. Lamentável. Depois vi uma entrevista dele dizendo que fez aquilo porque viu o irmão dele ali embaixo e ele entrou para defender o amigo. Isso não existe! O instinto de defesa seria separar o cara, tirar ele debaixo, se ele consegue separar, o Chael não voltaria para cima do Wanderlei, que precisou ser contido para não voltar para a pancadaria”, concluiu.

No próximo episódio do TUF Brasil, deverá ser mostrado o momento em que Dana White expulsa André Dida do reality show, afirmando que o assistente de Wanderlei deveria ser preso.

Tags: ufc TUF Brasil 3 Vinny Magalhães Chael Sonnen Dana White Wanderlei Silva André Dida