MMA

UFC

Algoz de mineira no UFC, Megan Anderson mira cinturão de Amanda Nunes

Após nocautear Norma Dumont nos EUA, australiana quer title-shot

postado em 02/03/2020 21:47

(Foto: UFC/Reprodução )

Depois da vitória por nocaute sobre a mineira Norma Dumont, no primeiro round da luta no card principal do UFC em Norfolk (EUA), sábado passado, Megan Anderson se considera pronta para disputar o cinturão peso pena (até 66kg). A australiana, que conquistou o segundo triunfo consecutivo, aproveitou para desafiar a campeã da divisão, a brasileira Amanda Nunes.

"Eu sou a única peso pena que vem de sequência de vitórias. Então vamos lá, p***", declarou Megan ainda no octógono, empolgada com a reação positiva do público com um possível duelo pelo cinturão contra Amanda Nunes. A australiana se considera no melhor nível de competição no UFC.

"Levou um tempo para chegar onde eu precisava, para poder ter essas performances. E eu sempre soube que sera capaz disso. Então, estou feliz por vir aqui e mandar esse recado", comentou Megan Anderson, que levou para casa bônus de US$ 50 mil pela performance em Norfolk.

A australiana de 30 anos disse que aproveitou o momento certo para conectar o golpe que decidiu a luta contra a mineira. "Foi um soco de direita perfeito. É algo que...eu tenho muita força. As pessoas sabem, mas eu estou finalmente feliz por poder mostrar isso com o meu boxe. entramos com aquele cruzado e vencemos", avaliou a lutadora nascida em Gold Coast, que foi campeã peso pena do Invicta, organização dedicada ao MMA feminino, antes de chegar ao UFC.



RESPEITO

Megan afirmou que estava ciente do perigo de enfrentar uma estreante e respeitou muito Norma Dumont para evitar surpresas no combate. "Eu estava pronta para ela vir forte. Eu sei que quando você está competindo pela primeira vez no UFC, você quer mostrar do que é capaz. Eu sabia que ela começou a ficar cansada, dava para ver que ela usou muita força para me segurar, mas estava caindo em tudo o que eu fingia. Então eu só tinha que esperar o momento certo. É o meu nocaute mais limpo até agora", enfatizou.

A australiana aproveitou para alfinetar críticos e desafetas no MMA com a vitória por nocaute. Eu encerrei as minhas duas últimas lutas e muitos falam sobre qualidade de uma pessoa, mas sabe de uma coisa? As pessoas que ficam falando não vêm aqui e lutam. E eu aceito qualquer nome que o UFC me propõe. Vencendo, perdendo ou empatando, sempre vou fazer uma luta empolgante", finalizou Megan, que vinha de triunfo sobre Zarah Dos Santos, por finalização com triângulo, antes de encarar Norma Dumont. 

Tags: mineira nocaute UFC Megan Anderson Norma Dumont Norfolk