MMA

UFC

Gilbert Durinho pede que McGregor, aposentado, seja retirado do ranking do UFC

Futuro desafiante questiona o fato de irlandês ainda estar em listas

postado em 24/06/2020 10:02

(Foto: UFC/Twitter)
Futuro desafiante ao cinturão dos meio-médios e próximo adversário do campeão da divisão, o nigeriano Kamaru Usman, na estreia da Ilha da Luta do UFC, em Abu Dhabi, nos Emirádos Árabes, no dia 11 de julho, Gilbert Durinho aproveitou o momento de prestígio na organização para cobrar a retirada de Conor McGregor do ranking oficial. Como o irlandês anunciou aposentadoria, o brasileiro sugeriu que a franquia o tire da lista dos melhores atletas. 

Na última atualização do ranking do UFC, nessa segunda-feira (22), como aparece no site da franquia, McGregor ocupa lugar entre os melhores em duas listas. Ele está em oitavo lugar no ‘peso por peso’, que reúne os 15 atletas mais destacados em todas as divisões de peso, e na quarta posição no top 15 do peso leve (70kg), categoria na qual já foi campeão. 

O irlandês anunciou aposentadoria durante o UFC 250, em 6 de junho, por meio das redes sociais. Com isso, Durinho estranhou o fato de o Notorious ainda estar no ranking do UFC, ao contrário do que ocorreu com o ex-campeão dos pesos galo e mosca, Henry Cejudo. O norte-americano, que também deixou o octógono, saiu da lista dos melhores logo depois de ter se despedido. 



Por meio do Twitter, Durinho, conhecido como ‘Burns’ nos EUA, sugeriu que McGregor, a exemplo de Cejudo, seja retirado logo do ranking oficial do UFC. O brasileiro questionou por que só o norte-americano teve o nome apagado da lista. “Cejudo se aposentou e eles (diretoria) o retiraram dos rankings muito rapidamente. Vamos fazer isso com Conor também”, escreveu o lutador nascido em Niterói.

Em declarações recentes, Dana White, o chefão do UFC, deixou claro que considera que tanto McGregor como Cejudo estão mesmo aposentados. O presidente da franquia até rejeitou uma possível volta do norte-americano para disputar o cinturão dos penas (66kg) contra o campeão, o australiano Alexander Volkanovski. “Ele está aposentado, assim como disse sobre outros lutadores que se aposentaram. Eles estão fora, nem penso nesses caras”, reforçou o mandatário.