MMA

UFC

Aldo faturou mais de R$ 2,4 milhões em salário para luta no UFC 251

Brasileiro perdeu disputa de cinturão, mas foi terceiro mais bem pago

postado em 15/07/2020 08:33

(Foto: UFC/Divulgação)

Apesar da derrota para Petr Yan, por nocaute técnico no quinto round, na disputa do cinturão peso galo no card principal do UFC 251, na estreia da Ilha da Luta em Abu Dhabi, José Aldo saiu com o bolso cheio. O manauara embolsou US$ 430 mil (R$ 2,3 milhões) e foi o terceiro mais bem pago do evento. O russo, novo campeão, embolsou US$ 230 mil no total, o que equivale a R$ 1,2 milhão na cotação atual. 

Aldo recebeu o terceiro maior salário do UFC 251, atrás de Jorge Masvidal, que ganhou total de US$ 530 mil (R$ 2,84 milhões) e o campeão dos meio-médios, Kamaru Usman, que além de manter o cinturão na luta principal do evento recebeu nada menos que US$ 640 mil (R$ 3,4 milhões). A lista de salários conta ainda o bônus promocional que os atletas receberam para participar de entrevistas e uso de material esportivo com a logomarca da Reebok, patrocinadora da franquia.

Aldo recebeu mais que o campeão peso pena, o australiano Alexander Volkanovski, que faturou total de US$ 390 mil, cerca de R$ 2,1 milhões, e empatou com Max Holloway, que perdeu a revanche para o dono do cinturão da divisão até 65,7kg, também no card principal.

(Foto: UFC/Divulgação)


Jéssica Bate-Estaca Andrade, derrotada por Rose Namajunas em revanche no peso palha (52kg), recebeu US$ 165 mil, cerca de R$ 886 mil, bem menos que a norte-americana, que se beneficiou do bônus pela vitória e recebeu US$ 265 mil, R$ 1,4 milhão. As duas levaram bonificação de US$ 50 mil (R$ 268 mil) pela ‘luta da noite’, valor já computado nos pagamentos.

A mineira Amanda Ribas, que abriu o card principal e finalizou Paige VanZant com chave de braço no primeiro round, ficou bem abaixo e recebeu ‘apenas’ US$ 52 mil (R$ 279 mil). A norte-americana embolsou US$ 65 mil, R$ 345 mil. Os valores já contam bonificações extras como vitórias e de caráter promocional.

Tags: salários bônus pagamentos cinturão José Aldo UFC Paige VanZant Jéssica Bate-Estaca Rose Namajunas Max Holloway Amanda Ribas Kamaru Usman Alexander Volkanovski Jorge Masvidal Ilha da Luta UFC 251 Petr Yan