MMA

UFC

Alvo de Durinho, nigeriano campeão do UFC sonha com superluta contra GSP

Kamaru Usman admite desejo de enfrentar canadense no octógono

postado em 16/07/2020 22:23

(Foto: UFC/Jeff Bottari/Zuffa LLC)

Depois de defender pela segunda vez o cinturão dos meio-médios (77kg) do UFC, Kamaru Usman já teve anunciado pelo chefão Dana White o parceiro de treinos Gilbert Durinho no próximo duelo valendo o título. O nigeriano, no entanto, está com pensamento voltado para outro atleta, por sinal já aposentado: o canadense Georges St-Pierre. O sonho do africano é disputar uma superluta contra GSP, maior campeão da divisão e um dos principais atletas da história da franquia.

Kamaru Usman teria Gilbert Durinho como desafiante no UFC 251, que marcou a estreia da Ilha da Luta, em Abu Dhabi. O brasileiro, porém, testou positivo para COVID-19, foi afastado e substituído por Jorge Masvidal para o confronto principal do evento. O nigeriano bateu o norte-americano por decisão unânime e manteve o cinturão pela segunda vez.

Depois do evento, Dana White confirmou que Gilbert Durinho seria o próximo desafiante. Mas Kamaru reafirmou o desejo de encarar Georges St-Pierre no octógono. “Gostaria de enfrentar Georges St-Pierre. Agora estamos empatados no recorde de mais vitórias consecutivas entre os meio-médios (ambos com 13) e ele é uma lenda. Ele marcou época e é considerado um dos melhores. Ele ainda consegue lutar e mostrou isso há dois anos, quando retornou, é capaz de voltar a ser aquele adversário que as pessoas querem e estou em busca. Se Georges quiser, ele pode conseguir”, disse o nigeriano ao site TMZ Sports.

O canadense, que está com 38 anos, fez história no UFC ao entrar no seleto grupo de lutadores que conquistaram cinturão em duas categorias de peso diferente. Nos meio-médios, sua divisão de origem, ele marcou época e defendeu o título nove vezes. Nos médios, ganhou a cinta ao finalizar Michael Bisping no UFC 217, em novembro de 2017, em Nova York, mas abdicou do da posição de campeão e anunciou aposentadoria. GSP ganhará lugar no Hall da Fama do UFC na chamada ‘Era Moderna’ da organização.

(Foto: Reprodução/UFC)


Durinho agradece Dana


Confirmado por Dana White, o que afastou a possibilidade de ceder lugar ao inglês Leon Edwards, que chegou a pedir para disputar o cinturão, Durinho agradeceu ao chefe por ter sido mantido como desafiante. “Agora é só esperar a data e vamos com tudo. Fiquei feliz, o Dana me mandou mensagem dizendo que essa era a luta que ele queria, que eu sou o próximo e para me recuperar bem. É a confirmação que estou fazendo um bom trabalho e no caminho certo”, frisou o atleta de Niterói ao site Ag Fight.  

Tags: campeão cinturão superluta meio-médios UFC Georges St-Pierre GSP Gilbert Durinho Kamaru Usman Ilha da Luta