MMA

TAURA

Em evidência no país, Taura MMA investe em lutadores mineiros e veteranos

Rousimar Toquinho e Ju Thai estão entre os contratados da organização

postado em 16/09/2020 22:16

(Foto: Divulgação)

Evento que vem ganhando visibilidade no Brasil, depois de fechar parceria com o Canal Combate para transmissão no sistema pay-per-view, o Taura MMA reforçou o elenco de atrações com veteranos do esporte e atletas em busca de projeção. Entre os integrantes que acertaram com a organização, criada em 2016 no Rio Grande do Sul com o nome de Circuito Team Nogueira Viamão (CTNV), estão lutadores mineiros. 

No feminino, a ex-UFC Juliana Lima, a Ju Thai, que estava no Invicta, acertou com o Taura MMA para o peso palha. A belo-horizontina de 28 anos passou pelo Ultimate Fighting Championship entre 2014 e 2018, disputou sete lutas e teve três vitórias e quatro derrotas. Ela retornou ao Invicta e vem de revés para Emily Ducote, por pontos, em julho passado.

Outro mineiro conhecido dos fãs mineiros de MMA e que já passou pelo UFC, Rousimar Toquinho é mais um a reforçar o Taura. Aos 40 anos, o lutador nascido em Dores do Indaiá e exímio no jiu-jítsu, já tem até estreia marcada, diante de Sean Loeffler, no dia 30 de outubro, em Kissimmee, na Flórida (EUA). Além do Ultimate, ele passou pelo World Series of Fighting (WSOF), franquia norte-americana de lutas.

(Foto: Divulgação/Bellator)


 Um mineiro da nova geração também acertou com o Taura e lutará na divisão peso leve (70kg). Wallison Big Bull Silva, nascido em BH e criado no Morro das Pedras, é apontado como revelação e busca projeção na organização gaúcha. Atleta da Rio Fighters, comandada por Milton Vieira, no Rio de Janeiro, ele quer aproveitar a chance para despontar de vez nas artes marciais mistas.

"Venho treinando forte para melhorar o jogo, hoje sou um atleta de MMA completo. Nada na minha carreira aconteceu por acaso, tudo é pensado milimetricamente com as pessoas que estão a minha volta. Eu precisava evoluir no chão e depois de muito treino eu consegui, fiquei um período sem lutar para poder evoluir essa parte e hoje eu vejo que valeu muito a pena. Com toda essa estrutura,eu não tenho dúvidas que agora é o início da minha era no MMA", projetou.

(Foto: Divulgação/WSOF)


Big Bull disse que será o momento de adquirir experiência. “Estava esperando um evento que me desse a visibilidade necessária para explodir. O Taura vem contratando grandes lutadores, grandes nomes do MMA nacional e internacional. Tem ex-campeão do UFC, ex-Bellator, ex-campeão do TUF, lutadores com história no esporte. E eu sei que para eu construir a minha história eu preciso vencer quem tem história no MMA. Não dá para sair lutando contra qualquer um e querer chegar no UFC depois", comentou.

Entre os atletas contratados pelo Taura estão Renan Barão, ex-campeão peso galo do UFC, Gleison Tibau, Serginho Moraes, Daniel Sarafian, William Patolino, Fábio Maldonado, Caio Hellboy Magalhães, Godofredo Pepei, Antônio Bigfoot Pezão, Paulo Thiago, Adriano Martins, Ednaldo Lula, Luis Besouro e outros 'gringos' com passagem por eventos internacionais como UFC e Bellator. 

Apesar da crise econômica causada pela COVID-19, o Taura MMA promoverá mais quatro eventos neste ano: no dia 23 de outubro, no Rio Grande do Sul; no dia 30 de outubro, em Kissimmee (EUA); em 22 de novembro, em Atlantic City (USA); e no dia 6 de dezembro, no Rio de Janeiro (RJ). Em 2021, são previstos 17 shows.

Tags: mineiros Toquinho Rousimar Toquinho Juliana Lima Ju Thai taura Wallison Big Bull Silva