MMA

UFC

Depois da primeira vitória no UFC, mineira recebe gancho médico de seis meses

Norma Dumont precisa de liberação médica para voltar antes do prazo

postado em 01/12/2020 18:34

(Foto: Reprodução/UFC)

Depois de obter a primeira vitória no UFC, ao bater a americana Ashlee Evans-Smith por decisão unânime (30 a 26), no sábado passado, em Las Vegas, a mineira Norma Dumont pensava em um breve descanso para voltar logo ao octógono. Porém, a estratégia da lutadora de permanecer nos EUA por mais uns dias não resultou em nova luta acertada para ainda este ano. Ela recebeu suspensão médica de 180 dias e terá que aguardar mais um tempo para o retorno.

De acordo com a lista de suspensões médicas do UFC de sábado passado, divulgada pela Comissão Atlética de Nevada, que regulamenta os eventos de luta em Las Vegas, Norma terá que fazer radiografia na mão esquerda, por causa de suspeita de fratura, e só poderá ser liberada para voltar antes do prazo com indicação de um médico. Caso contrário, terá que aguardar até maio de 2021 para retornar ao octógono. 

A adversária da lutadora de BH também recebeu suspensão médica de seis meses. Ashlee Evans-Smith terá que apresentar radiografia da mão esquerda para ser liberada antes do prazo, em avaliação médica. A americana está fora de contato físico até o dia 29 de dezembro, por causa de uma laceração nasal.

Além de Norma Dumont e Ashlee Evans-Smith, mais cinco atletas que participaram do UFC de sábado passado também levaram gancho médico de seis meses. São eles Bill Algeo, Parker Porter,  Rachael Ostovich, Jonathan Pearce e Takashi Sato. Todos terão que apresentar exames de raios-x e um aval médico para voltar antes do prazo de 180 dias. 

Tags: mineira Las Vegas seis meses UFC suspensão médica Norma Dumont ashlee evans-smith